top of page

Cecafes inaugura unidade de recebimento e beneficiamento de feijão e usina fotovoltaica

Comunidade, lideranças e autoridades acompanharam solenidade, realizada nesta quarta-feira, em Marcelino Ramos


Foi inaugurado, de forma oficial, a unidade de recebimento e beneficiamento de feijão e a usina fotovoltaica da Cecafes (Cooperativa de Comercialização da Agricultura Familiar de Economia Solidária). As instalações estão próximas ao Posto Fiscal, no Km 03 da BR 153, na divisa entre os municípios de Marcelino Ramos e Severiano de Almeida. O evento, que aconteceu nesta quarta-feira (07), reuniu autoridades, lideranças, agricultores familiares, técnicos, imprensa e público de toda a região.


Com um investimento de aproximadamente R$ 1,6 milhão entre as duas estruturas, de forma pioneira, agora, o Alto Uruguai possui uma unidade de recebimento e beneficiamento de feijão, que conforme o presidente da Cecafes, Roberto Balen, o objetivo é retomar a produção deste alimento na região. Além disso, a unidade gerou novos postos de trabalho, diretos e indiretos. Para o novo empreendimento, R$ 1,4 milhão foram aplicados na aquisição da área, do pavilhão e equipamentos.


A usina fotovoltaica, instalada no coberto do pavilhão, foi adquirida com o objetivo de ampliar a preservação ambiental e zerar os custos de energia elétrica. Ainda conforme Balén, a estrutura tem capacidade para aumentar em 200% a geração de energia limpa. R$ 230 mil foram investidos neste projeto de captação de luz solar e financiados através da cooperativa Cresol, com pagamento para 11 anos.


Para dar destaque a esta importante inauguração, as rádios Aratiba e Virtual estiveram presentes no evento realizando a cobertura completa através de uma série de entrevistas e live no Facebook, com deputados, secretários e lideranças que estiveram marcando presença.


A unidade, no momento, está trabalhando apenas com feijão, mas pode receber outros cereais, como milho e arroz. No local, o cereal é recebido, limpo, seco, classificado, armazenado e empacotado. Ainda conforme o presidente, Roberto, a estrutura tem capacidade para empacotar mais de 15 toneladas por dia, sendo que, há planos para aumentar a capacidade de produção (das 3 a 8 mil sacas atuais) para 20 mil sacas.


evento registrou também a presença de deputado federal e estadual, prefeitos e vice-prefeitos da região, representantes políticos e governamentais e secretários de empresas públicas vinculadas ao Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar.


Texto: Cristiano Pértile Fotos: Mauro Carioletti










Commentaires


bottom of page