UFFS recebe primeiros equipamentos para usina fotovoltaica

Próxima etapa da obra é a realização da terraplanagem; previsão é de que a usina entre em operação no mês de outubro


A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim recebeu, em maio, dois caminhões com 1.008 módulos para a usina fotovoltaica que será construída na Instituição. Quatro inversores e 3.200 metros de cabos completam os materiais recebidos. A usina será construída em uma área de 4.400 metros quadrados, próxima ao Restaurante Universitário, e suprirá a demanda de energia do Campus Erechim. Posteriormente, pela compensação de energia, poderá beneficiar os campi de Passo Fundo e Cerro Largo. A potência instalada será de aproximadamente 408,24 quilowatts pico. Conforme o professor Marcelo Esposito, a próxima etapa da obra é a realização da terraplanagem. - A empresa contratada ainda precisa entregar a estrutura metálica que servirá de suporte para os módulos fotovoltaicos, o transformador para a conexão com a rede da RGE e alguns insumos. Nossa expectativa é de que na segunda quinzena de julho todo este material já esteja no local da obra - afirma o docente. A previsão é de que a usina entre em operação no mês de outubro. Porém, considerando a pandemia de Covid-19, as datas poderão sofrer alterações. - Colocaremos nosso Campus no rol de Universidades que têm uma usina fotovoltaica. E, no nosso caso, não será uma usina pequena. Ela beneficiará a UFFS não apenas em relação à economia de energia, mas também propiciando projetos nas áreas do ensino, da pesquisa e da extensão, principalmente para o curso de Engenharia Ambiental e Sanitária – conta Marcelo. A UFFS foi contemplada com aproximadamente R$ 1,7 milhão, por meio de um edital do Ministério da Educação (MEC) que prevê a construção de sistemas fotovoltaicos em Instituições Federais de Ensino.

© 2020 Virtual FM 104.7 - Sociedade Rádio São José LTDA