top of page

SUTRAF-AU denuncia falta de luz em propriedades rurais

Prejuízos causados pelo temporal afetam residências e produção no meio rural



O SUTRAF-AU – Sindicato Unificados dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Alto Uruguai fez um balanço nesta segunda-feira, 9 de outubro, pois nos últimos dias foram muitos os relatos de agricultores que estavam sem energia em suas propriedades rurais devido aos últimos temporais de 4 e 6 de outubro.

De acordo com o Sindicato, desde a última quarta-feira, 4 de outubro, algumas propriedades estavam sem energia, passando inclusive o fim de semana sem luz. “Os problemas foram ocasionados por queda de postes apodrecidos, falta de roçada e queda de fiação de luz. Desde 2011 o Sindicato vem cobrando melhorias seguidas da RGE, pois sempre que ocorrem os temporais é o mesmo problema”, disse o coordenador geral do SUTRAF-AU, Alcemir Bagnara.

Os municípios em que houve relato de os agricultores ficaram até cinco dias sem energia são Aratiba, Três Arroios e São Valentim. Há também relatos de estragos em Benjamin Constant do Sul, Barra do Rio Azul, Erval Grande e Erechim. “A gente não aceita mais esse tipo de situação, a cada temporal os agricultores acabam ficando 4 e 5 dias sem energia. É produção que vai fora, os agricultores tendo que adquirir geradores para conseguir ordenhar as vacas. O agricultor já paga caro pela energia e ainda tem que ter esse custo. Além disso, não é todo agricultor que tem condições de ter gerador, então é uma situação muito complicada”, pontua.

De acordo com o coordenador, a situação é preocupante, pois a falta de conservação da rede de energia no meio rural é algo que acontece há muito tempo. “Quando acontece o temporal cai o poste, aí eles vêm e recolocam, mas não substituem os demais que apresentam problemas, há muitos postes de madeira apodrecidos, os demais que tem problema vão cair no próximo temporal. A RGE acaba trocando o que caiu pela emergência, mas é necessário a substituição e manutenção da rede como um todo”, explica.

O agricultor de Três Arroios, Antenor Pertuzatti, relata a dificuldade enfrentada pela falta de energia. “Aqui ao todo 35 famílias ficaram sem energia desde às 2h de quarta-feira (04) e a luz só voltou às 13h30min desta segunda-feira (9). Então é muito complicado, olha quantos dias ficamos sem luz, todos problemas e prejuízos causados”, lamentou.

Bagnara destaca que ficar cerca de 130 horas sem energia elétrica é muito complicado para qualquer pessoa, sem falar para o agricultor, que precisa de luz não só para viver como para o trabalho.

Situação de Emergência

O temporal causou estragos nas residências, estradas do interior, além de perdas na produção agrícola e animal, deixando também a comunicação prejudicada entre o meio rural.

O SUTRAF-AU deverá junto com demais entidades propor medidas que visem minimizar os estragos causados pela chuva, pois são inúmeros os relatos de inundações, queda de granizo, queda de barreiras e falta de energia causados pelo temporal da última semana que causaram destelhamentos nas residências e galpões, além de perdas na produção. “Estamos orientando também as sedes municipais do SUTRAF para que procurem os municípios apresentando a problemática do meio rural e auxiliando no que for possível para que as cidades possam decretar situação de emergência, visando o auxílio dos agricultores e da população como um todo”, finalizou.


Agricultores ficam sem energia devido ao temporal

Comments


bottom of page