top of page

Simulado visa diagnosticar aprendizado e traçar ações pedagógicas


Após divulgação do IDEB, mais de 3 mil estudantes das Escolas Municipais realizaram prova do Sistema de Ensino SIM – FTD para ver em que nível estão e estabelecer estratégias conforme a necessidade de cada estudante


Mais de 3 mil estudantes das Escolas Públicas Municipais de Ensino Fundamental realizaram o 2º Simulado com o Sistema de Ensino SIM – FTD. As provas foram aplicadas na quinta-feira (22) e sexta-feira (23), uma semana depois de sair o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), referente a 2021. O município ficou com nota superior a meta projetada pelo Ministério da Educação para 2021, tanto no Ensino Fundamental anos iniciais (6,2) como no Ensino Fundamental anos finais (5,5).

Fazer diagnóstico e focar ações pedagógicas

Segundo o diretor Pedagógico da Secretaria de Educação, Fabrício Brustolin, o objetivo do simulado é diagnosticar o aprendizado dos estudantes e verificar em que nível estão para que as escolas possam traçar ações pedagógicas, junto com os professores e conforme a necessidade de cada estudante. Os simulados são mais um instrumento para acompanhar o aprendizado.

“Essa avaliação é uma análise interna da aprendizagem, ação na perspectiva de melhorar as condições de aprendizagem das Escolas Municipais de Erechim. Os simulados foram aplicados nas Escolas de Ensino Fundamental Caras Pintadas, Cristo Rei, D. Pedro, Jaguaretê, Luiz Badalotti, Othelo Rosa e Paiol Grande. A cada semestre será realizado, como estratégia de ver os resultados da ação pedagógica a cada semestre, não somente quando é ano de IDEB”, disse.

Verificar lacunas

A coordenadora Pedagógica do Ensino Fundamental I da EMEF Cristo Rei, Josiane Balen, afirma que o simulado do Sistema SIM – FTD foi aplicado nas turmas de 2º ao 5º ano. “A atividade é significativa, pois serve como diagnóstico que verifica as necessidades, bem como as lacunas de aprendizagem de cada estudante, além de ser instrumento que oportuniza testar os conhecimentos adquiridos”, relata.

Investe + Erechim

A secretária Municipal de Educação, Verenice Lipsch, explica que o Sistema de Ensino SIM – FTD foi implantado, neste ano, nas Escolas de Ensino Fundamental e é mais uma ação do Investe + Erechim, maior programa de investimentos da história de Erechim, para qualificar a educação pública municipal de Erechim.

Além de simulados, comenta a secretária, o Sistema de Ensino SIM – FTD oferece apostilas, livros literários, plataforma digital e formação de professores. Todos os materiais impressos, e um detalhe, o acesso à plataforma é de uso individual.

“Estamos fazendo tudo, sem medir esforços para que nossas Escolas Municipais tenham todas condições e recursos possíveis, pois acreditamos que o investimento em nossos estudantes é a garantia de um futuro melhor”, ressalta a secretária, Verenice Lipsch.

Sistema de Ensino FTD

O Sistema de Ensino FTD envolve uma série de apostilas com material didático para estudantes do 1° ao 9° anos. “E todos já têm acesso ao novo sistema”. Afirma a secretária. Além disso, há também a plataforma educacional, pedagógica, que envolve a formação permanente dos professores. “Na plataforma tem atividades dos mais variados conteúdos para serem desenvolvidos com os estudantes. O professor tem disponível, também, planos de aulas, material, jogos, muita informação para tornar as aulas ainda mais dinâmicas”, observa a secretária.

Material pronto

“Antes precisava toda uma equipe de professores para elaborar os simulados, hoje eles chegam prontos para a Secretaria e Escolas, é só aplicar. Depois da correção, as informações saem em gráfico, individualizadas, assim, podemos detectar em qual conteúdo o estudante precisa melhorar. O reflexo deste novo sistema de ensino começa agora e vai aumentando nos próximos anos. Importante dizer que o professor não precisa ficar restrito as informações das apostilas, pode expandir, mas ele tem metas para cumprir os conteúdos”, observa.

Conforme a secretária Verenice Lipsch, importante ressaltar que todas as escolas da Rede Pública Municipal têm o mesmo sistema de ensino. “Todas saem do mesmo ponto de partida, todas têm os mesmos materiais e condições de trabalho. A ampliação disso fica por conta de cada professor”, disse.

IDEB

Na avaliação da secretária, Verenice Lipsch, os resultados do IDEB 2021 são satisfatórios, porque no período em que as provas foram realizadas, em 2021, o Brasil enfrentava a pandemia de covid 19, suspensão das aulas presenciais e a implantação de aulas remotas (semipresenciais), nunca antes utilizado na Educação Pública Municipal.




Comments


bottom of page