top of page

Sessão de Negócios: evento para aproximar empresas, identificar oportunidades e gerar mais negócios

Segunda edição reuniu sete empresas âncoras e 33 micro e pequenos negócios, que trocaram informações para formar novas parcerias

Ampliar a rede de contatos, fazer novas parcerias, identificar oportunidades de negócios. Esses foram alguns dos objetivos da Sessão de Negócios realizada, ontem (18), na Incubadora Tecnológica de Erechim (ITE) com a presença de sete empresas âncoras e mais 33 empreendimentos de diferentes áreas. O evento é uma iniciativa da Prefeitura de Erechim, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Sala do Empreendedor, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Na abertura, a secretária adjunta de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Berenice Didoné, falou sobre o trabalho que vem sendo realizado na Incubadora Tecnológica e o projeto de construção do Polo Tecnológico, que será fundamental para fomentar a inovação no município de Erechim.

A secretária adjunta, Berenice Didoné, disse que esta é a segunda edição, em 2020, da Sessão de Negócios, e a terceira em menos de um ano. “A primeira Sessão Negócios deste ano gerou volume de negócios de R$ 2 milhões. E esse é o objetivo, movimentar a economia local e ampliar os negócios. Toda a nossa estrutura está à disposição de vocês, empresários, para auxiliar na geração de novos empreendimentos e juntos fomentarmos o desenvolvimento de Erechim”, disse.

Conforme o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Emerson Schelski, a Sessão de Negócios é mais uma iniciativa que traz impacto direto na economia de Erechim. “Porque aproxima as empresas já estabelecidas e produtivas do município, que não se conhecem, mas podem ter algo em comum, e isso abre a possibilidade de multiplicar serviços, criar novos produtos e, assim, aumentar a atividade econômica com mais emprego e renda”, afirma.

O gestor de Projetos do Sebrae, Gladistom Deliberali, que atua com a indústria e pequenas empresas, explica que a proposta da Sessão de Negócios é fazer a conexão entre as empresas. “A Sessão de Negócios é um evento para aproximar as empresas, fazer com que elas tenham um tempo para se conhecer, trocar cartões, fazer networking, identificar oportunidades de parcerias, envolvimento, fornecimento, geração de novos negócios. Este é um evento diferenciado”, observa.

Ele explica que a Sessão de Negócios envolve grandes empresas, as chamadas âncoras, que têm potencial de se conectar com as micro e pequenas empresas. “Então, dentro deste evento, tem, pelo menos, duas possibilidades, a primeira é se conectar com a empresa grande, ter a possibilidade de fazer uma parceria com ela, ser fornecedor, prestar algum serviço. E a segunda, se conectar com as empresas pequenas”, comenta.

O mais importante, observa o gestor de Projetos do Sebrae, Gladistom Deliberali, é aproveitar a Sessão de Negócios para identificar quais são as empresas potenciais para se fazer uma parceria.

“Pegar este contato e evoluir a relação para que se possa gerar resultados, porque só vir aqui não vai gerar nada, agora, colocar em prática o plano de ação, a partir de amanhã, fazer contato com esta empresa e se aprofundar, aí vai gerar resultados. Nosso intuito aqui enquanto Sebrae e Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo é ser a ponte, os articuladores deste movimento que, com certeza, pode gerar muitos frutos”, disse.








Kommentare


bottom of page