top of page

Santa Terezinha realiza ação no Dia Mundial da Prematuridade




A Fundação Hospitalar Santa Terezinha (FHSTE) realizou na tarde dessa quinta-feira (17) ação voltada ao Dia Mundial da Prematuridade e ao Novembro Roxo. Desde 2011, o dia 17 de novembro é reconhecido como o Dia Mundial da Prematuridade com o objetivo de dar visibilidade ao tema, sensibilizar sobre as necessidades e direitos dos bebês prematuros e das suas famílias, conscientizar sobre a importância da vivência e do cuidado de qualidade do sistema de saúde, e assim avançar em políticas que garantam os direitos plenos dos bebês e das famílias.

Para isso, os nove bebês prematuros que estão internados na UTI Neonatal da Casa de Saúde e suas famílias estiveram presente ao evento alusivo, onde puderam receber conhecimento e trocar experiências entre especialistas. A UTI Neonatal do Santa Terezinha possui atualmente 10 leitos de internação.

Entre as atividades, exposição fotográfica dos bebês prematuros desde o dia de nascimento até a alta da UTI Neonatal. Além disso, os bebês estavam vestidos com touca e sapatinho roxo, em alusão à data.

Conforme a gerente da UTI Neonatal do Santa, Simone Léa Bernardi, o hospital trabalha a questão da prematuridade de forma intensa para acolher as mães que tiveram seus filhos prematuros para que a internação dos filhos seja sentida com mais humanidade, acolhimento, carinho e atenção.

Para a mamãe, Siana, de Palmeira das Missões e sua filha Melissa, nascida com 36 semanas em 9 de novembro, com 1,810 quilos, o trabalho realizado pelos profissionais do Santa Terezinha tem sido primordial para trazer alento, coragem e força neste período pelo qual passam os bebês que nascem prematuramente e suas famílias, em especial, as mães. “Os profissionais do hospital sempre nos auxiliam com as nossas dúvidas e é muito gratificante saber que têm pessoas que realmente se importam com os nossos filhos e estão sempre atentas aos cuidados com os nossos bebês”, disse Siana.

A Camila, mãe das gêmeas Heloísa e Ayla, de Novo Barreiro também faz uma avaliação positiva do atendimento na UTI Neonatal do Santa. Heloísa e Ayla nasceram em 3 de novembro, com 31 semanas e pesaram respectivamente 1,580 e 1,525 quilos. “Os profissionais desse hospital realmente merecem o nosso reconhecimento pela atenção, pelo cuidado, pelo respeito, não só comigo e com as minhas pequenas, mas com todas as mães e seus filhos prematuros que passam por esse momento. Venho três vezes por dia aqui e quando estou em casa fico como coração apertado, porém na certeza de que minhas filhas estão sendo muito bem cuidadas aqui no Santa Terezinha”, afirma Camila.

Vale destacar que o Santa Terezinha desenvolve ações voltadas ao Novembro Roxo durante todo o mês, como roda de conversa, distribuição de material informativo, dança com bebês, momentos culturais, oficinas de cuidados com o recém-nascido, conversa com grupo multidisciplinar de apoio aos familiares, entre outras ações. O tema global do Dia Mundial da Prematuridade deste ano, é “Garanta o contato pele a pele com os pais desde o momento do nascimento”.

--

コメント


bottom of page