top of page

Saldo positivo em janeiro e geração de 89 empregos com carteira assinada


O destaque foi a construção civil, com a criação de 77 postos de trabalho formal, seguido da indústria com a abertura de 72 empregos




O município de Erechim inicia o ano de 2023 gerando mais empregos que demissões. Segundo informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), Erechim assinou mais carteiras de trabalho do que demitiu no mês de janeiro, resultando em saldo positivo de 89 postos de trabalho formal.


Setores

Segundo informações do CAGED, divulgadas nesta quinta-feira (09), das cinco áreas pesquisadas, construção civil, indústria e agropecuária ficaram positivas, comércio e serviços foram negativas.


Mais contratações

O destaque do mês de janeiro foi a construção civil, com a criação de 77 postos de trabalho formal; em segundo lugar aparece a indústria com 72 empregos; na terceira posição vem a agropecuária, com a abertura de 3 novas vagas. O resultado negativo ficou com serviços que fez 56 desligamentos, seguido do comércio com o fechamento de 7 postos de trabalho. No geral, o município fez 1.742 contratações e 1.653 demissões, ficando com resultado geral positivo de 89 novos empregos com carteira assinada neste período.


Projetos aprovados viram obras

O prefeito de Erechim, Paulo Polis, afirma que nos últimos dois anos, a Sala de Aceleração de Projetos aprovou 2813 autorizações para a construção de novos empreendimentos no município.

“Nos últimos dois anos, foram muitos projetos liberados que, agora, estão sendo realizados. Neste ano, os dois primeiros meses foram mais 177 aprovações na prefeitura, e isso faz com que movimente toda a cadeia da construção civil, que é muito abrangente e está ligada, direta e indiretamente, a todos os outros setores da economia, desde a fabricação de insumos, comercialização dos produtos e a ampla rede de serviços ao setor”, explica o prefeito.

Comments


bottom of page