Projeto Arborização + Segura proporciona arborização em área verde

A prefeitura de Erechim, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente em parceria com a RGE, com quem firmou Termo de Cooperação sob Lei Municipal n° 6.488/2018, dentro do Projeto Arborização + Segura, realizou nesta quarta-feira (25) a entrega para a comunidade de uma área verde totalmente reestruturada e rearborizada com extensão de 10.000 m².  

Localizada entre a Avenida Tiradentes e a Rua Antônio Argenta, no Bairro Zimmer, a área foi terraplanada, cercada e nela plantadas 360 mudas de árvores de 29 espécies. Na oportunidade estiveram presentes os alunos das Escolas Municipal Caras Pintadas e Estadual São Vicente de Paula que receberam orientações de educação ambiental e participaram identificando cada muda plantada. O Projeto é uma iniciativa que enfatiza o compromisso entre RGE e o município através de ações sustentáveis que visam o aumento da qualidade de vida da população.

Desta forma, o corte das árvores de risco que está ocorrendo na cidade está sendo compensado em ações como o cercamento da área e o plantio de 500 mudas de árvores em locais públicos.

A terraplenagem do local e o planejamento das espécies foram feitos pelo município. Ainda neste projeto estão contempladas a rearborização da Rua Farrapos e das calçadas onde foram removidas as árvores de risco.

Erechim possui um Plano Diretor de Arborização Urbana desde o ano de 2012 que originou a Cartilha de Arborização Urbana, que contempla diversas informações sobre árvores, calçadas e poda, além das espécies permitidas ao plantio nas vias públicas.

“O que se enfatiza é que vegetais de porte adequado e compatível quando adultos dificilmente necessitarão de poda. A poda das árvores das calçadas é de responsabilidade do Município, bem como o plantio e o corte das mesmas. Podas sucessivas danificam as raízes das plantas, desequilibram o peso da copa e são porta de entrada para doenças nas plantas. Para evitar podas desnecessárias, o cidadão deve sempre solicitar à SMMA uma visita técnica na hora de plantar uma árvore na calçada, já que um vegetal inadequado vai trazer enormes transtornos e gastos públicos desnecessários”, pontua o secretário do Meio Ambiente Claudio Silveira.

Existem muitas árvores que devem ser banidas das calçadas, como por exemplo a canela-doce, o ligustro, a canforeira, o ipê-roxo, o cinamomo, a tipuana, entre outras. Estas espécies dependem de podas sucessivas, chegam facilmente a encostar nos fios de energia elétrica, além de trazerem transtornos com calçadas quebradas, conflitos com rede de água e esgoto, marquises e sacadas.

A SMMA faz o plantio gratuito de novas árvores, conforme as espécies indicadas para cada caso. A ação foi realizada em comemoração ao Dia da Árvore que ocorrido no último dia 21.




© 2020 Virtual FM 104.7 - Sociedade Rádio São José LTDA