top of page

Prefeitura de Erechim, AMAU e Consepro vistoriam nova sede do IGP

Próximo passo é reivindicar mais médicos legistas junto ao Governo do Estado




Em janeiro, ainda na gestão do presidente Maurício Soligo, prefeito de Getúlio Vargas, o IGP encaminhou ofício para a AMAU, solicitando ajuda financeira para reforma da novo local, que irá se instalar em Erechim.


Foi marcada uma reunião para fevereiro, quando já estava na presidência da associação, Marcelo Arruda, prefeito de Barra do Rio Azul, com o coordenador regional do IGP, Ricardo Tello Durks e o representante do Consepro, Jayme Pereira de Lima. O valor pedido foi de R$ 32 mil.


O presidente da AMAU, Marcelo Arruda, então apresentou a reivindicação em assembleia da associação e foi aprovado por unanimidade pelos 32 prefeitos. Cada município repassou R$ 1 mil para a reforma da nova sede que irá funcionar na Avenida Germano Hoffmann, no mesmo endereço da Secretaria Municipal de Meio Ambiente em Erechim.


Atualmente o IGP funciona junto ao Seminário Nossa Senhora de Fátima, e custa R$ 8 mil por mês, recursos esses arcados pela Prefeitura de Erechim. No novo local, o valor cairá para R$ 4 mil por mês, incluindo água e luz. O secretário de Obras Públicas, Habitação, Segurança e Proteção Social de Erechim, Mário Rossi, que é o responsável pelo contrato com o IGP, afirma que “a nova sede tem 450 metros quadrados, maior que a atual em quase 70 metros, e com economia de 50% aos cofres públicos”.


Na tarde de ontem, 6, foi feita uma vistoria no local, para ser entregue ao Governo do Estado, que fará a mudança de local, já que no dia 31 de maio, termina o contrato entre o município de Erechim e o Seminário de Nossa Senhora de Fátima.


Estiverem presentes o prefeito de Erechim, Paulo Alfredo Polis; presidente da AMAU e prefeito de Barra do Rio Azul, Marcelo Arruda; vice-presidente da AMAU e prefeito de Estação, Geverson Zimermann; presidente do Consepro, Jandir Santolin, acompanhado de Jayme Pereira de Lima; secretário de Obras Públicas de Erechim, Mário Rossi; e o secretário executivo da AMAU, Dino Tomazelli.


O próximo passo, é dialogar com o Governo do Estado, para que designe mais médicos para atender o Alto Uruguai: “precisamos três médicos legistas, hoje temos apenas um, que trabalhem todos os dias. Iremos buscar mais agilidade do IGP, para as necessidades regionais”, pontuou o presidente da AMAU, Marcelo Arruda.

O prefeito de Erechim, Paulo Polis, reforça o coro dos prefeitos da AMAU, para que o próximo concurso público do Estado, para contratação de médicos legistas, seja regionalizado: “esta é uma forma de termos profissionais daqui, trabalhando no IGP e desta forma, suprindo as nossas necessidades, sem depender de outros municípios em momento de dor da população, quando perde um ente querido”, disse.,


Na próxima semana, prefeitos da AMAU, estarão em Porto Alegre, encaminhando essa pauta ao Executivo estadual.





Foto 1: Vistoria na nova sede do IGP, foi realizada na tarde desta quinta-feira, 4.


Foto 2: Foi debatido a necessidade de mais médicos legistas para atender o Alto Uruguai


Bình luận


bottom of page