top of page

Peccin planeja triplicar faturamento até 2027

Nos próximos seis meses, a empresa deve finalizar um investimento de 100 milhões de reais com a chegada de novas linhas de produção e edificação de um novo centro de distribuição



Fundada em 1956 em Erechim, a Peccin é uma das grandes produtoras de candies do Brasil, tendo iniciado em 2011 a fabricação de produtos com chocolates. Desde o lançamento de Trento, que originou um novo nicho de mercado, a Peccin vem crescendo consistentemente acima de dois dígitos. Mesmo com a pandemia e as dificuldades do período, a empresa cresceu 33% em 2020 e 43% em 2021; para este ano, a expectativa é fechar com 45% chegando a um faturamento líquido próximo a R$ 600 milhões.


Para Dirceu Pezzin, diretor-presidente da empresa, os resultados se devem principalmente à qualidade oferecida. “O grande diferencial de Trento é entrega de um chocolate com maior percentual de cacau (38% cacau), formato inovador e sabores especiais. A combinação da crocância do wafer, chocolate e recheio proporciona um produto extremamente saboroso e surpreendente que conquista logo na primeira experiência. Além disso, nosso portfólio é bastante diverso (Trento, Trento Massimo, Trento Bites, Trento Mini, Trento Speciale e Trento Allegro), o que agrada aos consumidores.”, explica ele.


Trento tornou-se sucesso de vendas e alcançou posição de destaque entre as maiores fabricantes de produtos com chocolates do país. Hoje, a indústria gaúcha reúne 1.3 mil colaboradores e uma capacidade de produção instalada de 4 mil toneladas mensais, dividindo-se em 2,5 mil toneladas/mensais de candies e 1,5 mil toneladas/mensais de Trento.


Quando se trata do futuro, a ideia é seguir crescendo: a empresa projeta um forte crescimento e estabeleceu a meta de triplicar o faturamento até 2027. Os esforços para alcançar o objetivo já estão em andamento. “Nos próximos seis meses, a Peccin Trento deve finalizar um investimento de 100 milhões de reais com a chegada de novas linhas de produção e edificação de um novo centro de distribuição. Existe ainda a previsão de investir mais 150 milhões de reais nos próximos cinco anos, totalizando um investimento de 250 milhões de reais para dar suporte ao nosso plano estratégico”, finaliza Pezzin.

Comments


bottom of page