Orquestra de Concertos de Erechim prossegue com o Projeto orquestrando Talentos

Adaptação inovadora dá prosseguimento a uma iniciativa iniciada em 2015 que visa oferecer aulas de musicalização a crianças e jovens



A Orquestra de Concertos de Erechim (OCE) está dando prosseguimento ao Projeto Orquestrando Talentos, que teve sua terceira edição iniciada em fevereiro deste ano, mas que, em razão da pandemia do novo coronavírus, a Covid-19, teve que suspender suas atividades.

De forma inovadora, a proposta está sendo cumprida com aulas online, atingindo seus objetivos de oferecer aulas de musicalização a crianças e jovens, desenvolvendo o talento individual de cada integrante e oportunizando a prática musical em conjunto, através de ensaios e apresentações da Orquestra Escola de forma a contribuir com o desenvolvimento de habilidades artísticas e com a inclusão sociocultural, além de criar uma perspectiva de futuro através da música.

O Projeto Orquestrando Talentos 3ª Edição teve aprovação junto ao Ministério do Turismo – Secretaria Especial da Cultura – Lei de Incentivo à Cultura, no início desse ano, e conta com o patrocínio das empresas Cavaletti Estofados para Escritórios Ltda, Cercena S/A – Indústria Metalúrgica, Cropfield Distribuidora de Insumos Agrícolas Ltda, Futura Insumos Agrícolas Ltda, Gasparin Cereais Ltda, Ke Soja Comércio de Insumos e Máquinas Agrícolas Ltda, Master ATS Supermercados LTDA, Plaxmetal Ltda, Peccin S.A e Sementes Estrela Comércio Importação e Exportação Ltda.

O Orquestrando Talentos vem sendo desenvolvido desde 2015, quando foi aprovada a primeira edição, onde crianças e adolescentes da rede pública de ensino de Erechim participam de aulas de musicalização, integrando quatro diferentes Grupos: Madrigal (coral), Aulas de instrumentalização, Orquestra Escola e Orquestra de Concertos de Erechim.

AULA ONLINE DE VIOLONCELO

A Professora de Violoncelo e Teoria Musical, Mélani Grenzel, que possui Bacharelado em Música pela Universidade Federal de Santa Maria, que toca na OCE há 16 anos os instrumentos teclado e violão, comenta que no início da pandemia não via possibilidade e dar aula online, mas algumas semanas foram se readequando, incialmente com videoaulas e, logo após, iniciaram as aulas online, no segundo semestre deste ano.

A violoncelista reconhece que o aproveitamento não é igual ao aprendizado presencial. “Não pela relação aluno e professor, mas pelo fato de a internet ter um delay (atraso na transmissão) que não permite tocar os dois juntos.

Para Mélani, entretanto, a internet foi essencial para seguir a vida. “De alguma maneira é um meio de fazer as coisas continuarem. Se não fosse essa tecnologia, o ano seria perdido, e não está sendo. Estamos tendo avanços com os alunos”, afirma. Nesse momento, Mélani conta com 12 alunos.

Uma de suas alunas, Rebequinha Dantas, de 10 anos, diz que não é muito diferente a aula online da presencial e dá para acompanhar bem. Além da aula no instrumento, a aluna também tem aula de teoria musical, pois facilita o aprendizado e aprimora a leitura musical da partitura.

As aulas online do Projeto Orquestrando Talentos 3ª Edição permanecerão enquanto estiverem em vigor os decretos de calamidade em decorrência da pandemia. As aulas são gratuitas.


© 2020 Virtual FM 104.7 - Sociedade Rádio São José LTDA