top of page

Na AMAU, presidente da Conab, lança desafio aos prefeitos



Edegar Pretto quer que os municípios utilizem 100% da merenda escolar, oriunda da agricultura familiar 


A AMAU recebeu na tarde desta quarta-feira, 7, em sua sede em Erechim, o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Pretto, juntamente com sua comitiva. 

Estiverem presentes o presidente da AMAU, Josiel Griseli (prefeito de Ponte Preta), o 1º vice-presidente, Leandro Puton (prefeito de Gaurama); Valdemar Cibulski, prefeito de Itatiba do Sul com seu vice, Célio Fiabani; prefeito de Carlos Gomes, Luiz Zelinski; e lideranças regionais. 

O presidente da AMAU, Josiel Griseli, fez uma explanação, apresentando a região e reforçou a união da associação em busca de melhorias para o Alto Uruguai. 

O presidente da Conab, Edegar Pretto, fez uma prestação de contas do que está sendo feito para recuperar a companhia e lançou um desafio.

De acordo com Edegar, a reestruturação da Conab é fundamental para que o governo federal possa regular os preços e com isso dar mais condições aos agricultores familiares: “temos que dar visibilidade e viabilidade para quem produz alimentos”, num tom de preocupação com o aumento do plantio de grãos em detrimento a gêneros alimentícios. O objetivo da companhia é que não falte o arroz e o feijão na mesa do brasileiro. 

O presidente da Conab, lançou desafio aos prefeitos da região, que consigam colocar 100% de alimentação da agricultura familiar nas escolas dos municípios, o que é fundamental para manter o agricultor no campo. 

O 1º vice-presidente da AMAU, Leandro Puton (prefeito de Gaurama), solicitou que as políticas de incentivos sejam mais eficientes aos agricultores familiares, com mais linhas de créditos, para assim garantir a sucessão destes trabalhadores, que não raras às vezes, acaba se aposentando e vindo morar na cidade.

Para Josiel Griseli, com a força das cooperativas na região, já se utiliza grande parte dos alimentos, da agricultura familiar, na merenda das escolas: “mas esse desafio é importante para avançarmos ainda mais na compra de produtos que são originários da agricultura familiar”, pontuou.



Commentaires


bottom of page