top of page

MPF apura a situação dos medicamentos do “kit intubação” no Santa Terezinha

Objetivo é evitar o desabastecimento de sedativos e anestésicos necessários para o manejo de pacientes portadores de covid-19



O Ministério Público Federal (MPF) instaurou procedimento preparatório com o objetivo de apurar a situação dos estoques dos medicamentos do chamado “kit intubação” na Fundação Hospitalar Santa Terezinha.


Como providência inicial, a procuradora da República em Erechim (RS) Letícia Carapeto Benrdt requisitou à Secretaria da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul que prestasse informações a respeito das providências adotadas para garantir que a instituição hospitalar tenha acesso aos medicamentos necessários para o manejo de pacientes portadores de covid-19 e de outras condições clínicas que necessitam de ventilação mecânica.


Além disso, requisitou à Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim que indique quais medidas adotou para evitar a escassez e ausência de medicamentos sedativos e anestésicos, bem como se solicitou à Secretaria da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul ou ao Ministério da Saúde o envio de medicamentos.


A obtenção de tais informações mostra-se necessária para possibilitar a avaliação da necessidade de adoção de providências que busquem evitar o desabastecimento dos medicamentos no hospital, destaca o MPF.


Comments


bottom of page