Mestrados da UFFS passam do conceito 3 para 4

Nova avaliação da Capes chega no mês em que a universidade comemora seu aniversário. Instituição agora pode apresentar propostas para doutorados.


A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) está comemorando os novos conceitos de seus programas de pós-graduação. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), vinculada ao MEC, divulgou os resultados preliminares da avaliação quadrienal (2017-2020). Dos programas ofertados no Campus Erechim, três passaram do conceito 3 para o conceito 4: o Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental (PPGCTA), o Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (PPGICH) e o Programa de Pós-Graduação Profissional em Educação (PPGPE). Os três programas ofertam, atualmente, a formação em nível de mestrado - no total, 285 mestres foram formados. Com o conceito 4, a Instituição agora tem a oportunidade apresentar propostas de doutorados nas áreas em que já possui mestrado, conforme explica o diretor do Campus Erechim, Luís Fernando Santos Corrêa da Silva:

- O aumento da nota dos três programas de pós-graduação permite que os cursos apresentem proposta de criação de doutorados à Capes (agência governamental de financiamento e avaliação da pós-graduação no país). Mesmo que ainda não seja possível precisar a partir de quando os doutorados serão ofertados, visto que os prazos para submissão de propostas são definidos pela Capes, é possível vislumbrar que, nos próximos anos, teremos os primeiros cursos públicos de doutoramento da história do Alto Uruguai gaúcho – diz o diretor. O conceito 4 de cada um dos três PPGs chega no mesmo mês em que a UFFS comemora seu aniversário - a Instituição foi criada em 15 de setembro de 2009. - A UFFS - Campus Erechim comemora o aniversário da sua criação em um momento institucional muito significativo, em que a qualidade dos seus mestrados é atestada pela Capes. Ao comemorar mais um ano de existência e de muito trabalho, a UFFS reforça seus compromissos com a região em que está inserida, mediante a produção e difusão de conhecimento científico de qualidade – completa Luís Fernando. Conheça os programas Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental: com área de concentração em Produção Sustentável e Conservação Ambiental, está centrado na promoção da sustentabilidade dos agroecossistemas, no desenvolvimento de tecnologias e na manutenção das funções sistêmicas dos ambientes naturais. As pesquisas desenvolvidas são direcionadas para produzir conhecimento que possibilite entender o efeito das atividades humanas nos diversos ambientes e contribua no estabelecimento de métodos, técnicas e estratégias que visem ao desenvolvimento sustentável. O resultado esperado do conjunto de pesquisas é a proposição de estratégias, métodos e tecnologias que visem à sustentabilidade dos sistemas produtivos, aliada à manutenção das funções sistêmicas dos ambientes naturais. Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas: tem como campo de estudos as diversas modalidades de conhecimento que envolvem os saberes, a produção de identidades e de formas de subjetivação e os processos e práticas sociais, nos contextos sociais em que emergem, se desdobram, produzem e transformam. Nesse quadro polissêmico, são enfatizadas as propostas investigativas que privilegiem múltiplos olhares sobre as sociedades, procurando perceber como os sujeitos constroem suas experiências, dotando-as de sentido. A produção do conhecimento, nesse caso, envolve – necessariamente – abordagens interdisciplinares com a participação de profissionais de diferentes campos formativos, o que redunda numa formação acadêmica, em nível de mestrado, complexa e multifacetada, com objetivo de suprir a demanda regional de produção de pesquisa qualificada no âmbito da Universidade, nas Humanidades. Programa de Pós-Graduação Profissional em Educação: tem como área de concentração “Práticas Educativas”, associada aos objetos de investigação que dizem respeito a processos pedagógicos, políticas e gestão educacional e educação não formal. O eixo estruturante articula-se com o planejamento e a execução dos processos pedagógicos no cotidiano escolar; os processos de formação de docentes para a educação básica; a qualificação das práticas dos gestores da educação básica junto aos sistemas de ensino e unidades escolares; a intervenção e mobilização da educação não formal; as experiências dos movimentos sociais; as experiências e saberes históricos, políticos e culturais dos sujeitos envolvidos no processo educativo de emancipação humana. Além destes três PPGs, a UFFS – Campus Erechim oferta, em parceria com o Campus Chapecó, o Programa de Pós-Graduação em Geografia. Como a primeira turma é de 2019 e, por isso, a primeira avaliação do programa não considerou o ciclo completo (2017-2020), a nota obtida, 3, também merece destaque. Mais informações em https://www.uffs.edu.br/campi/erechim/cursos/mestrado.