top of page

Mais um projeto inovador e pioneiro no Estado para conscientização no trânsito


Prefeitura adquire 8 óculos que simulam os efeitos do álcool, drogas e do sono para ser utilizado nas atividades educativas e preventivas em escolas e empresas



Ampliar e qualificar as ações de conscientização do programa de Educação do Trânsito. Esses são os objetivos da Prefeitura de Erechim, por meio da Secretaria de Obras Públicas, Habitação, Segurança e Proteção Social; Coordenadoria de Segurança Pública e Proteção Social e Diretoria de Trânsito, ao adquirir 8 óculos que simulam os efeitos do álcool, drogas e do sono. A entrega dos equipamentos foi feita na tarde desta terça-feira (20), para o coordenador, Décio Vicelli, da Coordenadoria de Segurança Pública e Proteção Social; o diretor de Trânsito, Eleniltom José Pires de Lima; e a chefe do setor de Administração, Ensino e Estatística, Edilene Dall'Agnol.

O secretário de Obras Públicas, Habitação, Segurança e Proteção Social, Mario Rossi, explica que este é mais um projeto inovador e pioneiro da Prefeitura de Erechim no Estado. “É mais uma atividade que o município vai promover em escolas e empresas, com foco na conscientização das pessoas, para prevenir acidentes e salvar vidas. Aquilo que a gente já vem fazendo, e, agora, com estes novos equipamentos importados”, afirma o secretário.

Ele explica que os óculos simulam os efeitos do consumo de álcool durante o dia e à noite, o efeito de drogas ilegais e do sono e são muito simples de se utilizar. “Depois de colocar os óculos, por exemplo, que simulam os efeitos do álcool, a pessoa faz algumas tarefas básicas, como pegar algum objeto, colocar uma bola dentro de um cesto, segurar uma régua e fazer um circuito desviando de cones. Aí, como ela está lúcida, vai perceber a perda de noção de espaço, equilíbrio, diminuição dos reflexos causados pelos efeitos do álcool”, explica.

“O nosso objetivo principal é sempre trabalhar, primeiro, com a conscientização das pessoas, pedestres ou motoristas, crianças ou adultos, mostrar que ações conscientes salvam vidas. E este investimento vai qualificar e ampliar as ações do programa de Educação no Trânsito, principalmente, porque vamos ter ferramentas para realizar tarefas com os adolescentes nas escolas e os adultos nas empresas, simulando os efeitos do uso de álcool e drogas”, explica o secretário, Mario Rossi.


Comments


bottom of page