Juízes eleitorais da 20ª ZE e 148ª ZE reforçam orientações gerais para as eleições municipais

Expectativa é de um pleito municipal tranquilo e de acréscimo na abstenção de eleitores, devido à pandemia


Faltando dois dias para as eleições municipais, candidatos aos cargos de prefeito e vice-prefeito, bem com vereadores, têm somente hoje e amanhã para fazer suas campanhas, sendo que a veiculação paga na imprensa escrita e na internet têm seu último prazo hoje. Domingo, dia da votação, a legislação eleitoral proíbe a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos. Mesmo sem a propaganda gratuita na rádio e na televisão, o eleitor poderá continuar se informando sobre o pleito eleitoral de 2020 pelos canais virtuais dos candidatos, pela internet e por meio dos materiais publicitários já disponibilizados.


Neste ano, Erechim tem quatro candidatos à Prefeitura e 262 candidaturas ao Legislativo. Os quase 80 mil eleitores aptos a votar no município devem estar atentos a algumas mudanças, como a ampliação do horário para votar, começando às 7h e encerrando às 17h. Eleitores com 60 anos ou mais, ou que pertencem ao grupo de risco têm horário preferencial nas seções eleitorais, até às 10h. Às vésperas do pleito municipal, o Tribunal Superior Eleitoral também reforça as orientações sobre os cuidados necessários devido à pandemia, como o uso obrigatório de máscara de proteção, álcool em gel e o distanciamento social. Sugere-se ainda que cada eleitor leve consigo a sua própria caneta para assinar o caderno de votação. É necessário apresentar documento oficial com foto, sendo que esse documento pode ser a Carteira de motorista, de identidade, carteira de trabalho, entre outros. Também serão aceitas as versões digitais desses documentos, e, no caso de quem já fez a biometria, o próprio E-título, que é o título digital, já possui foto. Só o título eleitoral em papel não é suficiente para votar. Essas e outras orientações também foram reforçadas nesta sexta-feira de manhã durante entrevista coletiva com a juíza da 20ª Zona Eleitoral, Lílian Paula Franzmann, e o juiz da Zona 148, Alexandre Renner, no Fórumde Erechim. Eles falaram também das expectativas de que seja uma eleição tranquila e não descartam que possa haver número maior de abstenções neste ano, tendo em vista que muitas pessoas podem estar doentes ou com sintomas relacionados ao coronavírus e a elas não é orientado que vão votar. Também porque há um contingente grande de eleitores que têm mais de 60 anos e são do grupo de risco, e por isso, pode ser que optem por não ir até mesmo por insegurança. De acordo com os juízes eleitorais, a expectativa é de que os resultados oficiais das eleições sejam disponibilizados até às 19 horas de domingo, tendo em vista que por serem votos para apenas dois cargos (prefeito e vereador), a apuração tende a ser mais rápida. Mudança de locais de votação em Erechim

Os eleitores devem ficar atentos ao seu local de votação, já que algumas seções eleitorais passaram por alterações. É importante que o eleitor verifique a sua situação com antecedência, a fim de evitar contratempos e garantir a tranquilidade do processo eleitoral domingo. Confira AQUI a lista com todas as seções eleitorais e seus respectivos endereços em Erechim. Além disso, a Justiça Eleitoral gaúcha também disponibiliza um telefone para consulta de diversas informações. É o número 148. Amanhã esse número, 148, estará disponível das 10h às 19h e no domingo de eleição, das 6h às 17h. Por esse número é possível se informar sobre o local de sua seção eleitoral. Justificativa de ausência no domicílio eleitoral poderá ser feita pelo E-título Como o voto é obrigatório no país, todo eleitor que não comparecer a sua zona eleitoral no dia da eleição está igualmente obrigado a justificar a ausência, sob pena de ter suspensos diversos de seus direitos civis caso não regularize sua situação na Justiça Eleitoral. Uma das justificativas aceitas para não ter ido votar é se o eleitor comprovar que estava fora dos limites geográficos de seu domicílio eleitoral, no dia de votação. Neste ano, em função da pandemia, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu facilitar esse tipo de comprovação. Para isso, foi adicionada ao aplicativo e-Título uma funcionalidade que permite justificar a ausência por meio do sistema de georrefenciamento disponível nos aparelhos celulares. A função é capaz de identificar se o eleitor está de fato fora de seu domicílio eleitoral. O e-Título pode ser baixado gratuitamente nas plataformas Google Play, para celulares que usam o sistema operacional Android e na App Store, para usuários de iPhone. A versão que traz o georreferenciamento já foi disponibilizada pelo TSE, por isso é importante manter o aplicativo atualizado. No entanto, a função de justificativa só estará disponível no dia da votação. A justificativa por outras razões, como motivos de saúde, por exemplo, poderá ser feita somente depois da eleição, num prazo de 60 dias.

© 2020 Virtual FM 104.7 - Sociedade Rádio São José LTDA