Estudantes produzem documentário sobre vivências de indígenas na UFFS

Dos 172 acadêmicos indígenas da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim, 129 estão vinculados ao curso de Licenciatura Interdisciplinar em Educação do Campo: Ciências da Natureza. Este dado revela uma das várias peculiaridades desta Licenciatura, que tem por objetivo a formação de professores para atuar, preferencialmente, em escolas do campo, bem como em outros espaços educativos escolares e não escolares. No último semestre de 2019, como trabalho final da disciplina de Seminário Integrador I, a turma da 1ª fase produziu um vídeo abordando a relação dos acadêmicos com o curso. O pequeno documentário apresenta um recorte de como esta opção formativa está estruturada na UFFS e, também, oferece uma visão sobre a presença dos indígenas nos bancos universitários.



Os alunos gravaram as imagens com o celular, registrando momentos do cotidiano das comunidades indígenas, principalmente na região de abrangência da UFFS – Campus Erechim. Há também depoimentos dos acadêmicos falando sobre a experiência de ingresso na Universidade e o que isto significa para cada um, seja o aluno indígena ou não.


O vídeo foi produzido para a disciplina de Seminário Integrador I, ministrada pela professora Solange Todero Von Oncay. “Este componente curricular tem por objetivo discutir a respeito dos sujeitos do campo, sua formação, seu contexto e organização social”, explica a docente. “Como forma de aproximar as aulas das práticas sociais, valorizando a cultura e o modo de vida das comunidades, surgiu a ideia de pequenas gravações, permitindo que os estudantes estabelecessem um vínculo entre o estudo e suas vivências, reconhecendo-se nas mesmas e sendo sujeitos nesta construção”.



Conforme a professora Solange, o vídeo que os acadêmicos produziram também se relaciona com o curso em virtude da valorização da linguagem oral. “Nosso objetivo, mais a longo prazo, é de encontrar formas metodológicas de valorizar o conhecimento presente na linguagem oral e de avançar em métodos de registro e de pesquisa, integrando conhecimentos presentes na cultura indígena em diálogo com o conhecimento acadêmico”, diz.


Outras turmas e professores do curso contribuíram com a produção. O conteúdo da disciplina de Produção Textual, ministrada pelo professor Anderson Goulart, também foi válido: nas aulas, os acadêmicos estavam trabalhando com textos da escritora Sônia Kramer, que abordam a representação e as histórias de vida de professores. Os acadêmicos Rafael Muller e Vanessa Trentin Zoraski, do curso de Licenciatura em Pedagogia, também contribuíram de forma voluntária.


Para sanar dificuldades na gravação, foi ofertada uma oficina de produção de fotos e vídeos, porém, a capacitação aconteceu quando o vídeo já estava em fase de acabamento. “Pretendemos dar sequência nos próximos semestres, no estilo dos vídeos sem edição, incentivando seu uso e tornando mais um recurso pedagógico acessível”, explica a professora Solange.


O vídeo está disponível no Google Drive:

https://drive.google.com/file/d/1HTsBjG5-tvOXsVUeP6j67I4Nk1aErg1n/view.

© 2020 Virtual FM 104.7 - Sociedade Rádio São José LTDA