top of page

Estado anuncia pagamento de dívidas da saúde com os municípios


O diretor da Fundação Hospitalar Santa Terezinha de Erechim (FHSTE), Jackson Arpini, a convite do governador do Estado, Eduardo Leite, e da secretária de Saúde do RS, Arita Bergmann, participou do ato de anúncio do pagamento da dívida aos municípios, correspondente aos anos de 2014 a 2018, e do lançamento do programa Cirurgia +. O ato ocorreu nesta quarta-feira (1), no Salão Negrinho do Pastoreio, no Palácio Piratini, em Porto Alegre e contou a presença de lideranças estaduais e municipais. Na ocasião, o governador anunciou o pagamento dos valores atrasados e devidos aos municípios e que não foram empenhados na época, na ordem de R$ 432 milhões, numa interlocução do Estado com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (FAMURS). Também, o chefe do Executivo do RS anunciou que o Estado vai aportar R$ 85 milhões, do Tesouro Estadual, para realização de procedimentos cirúrgicos e exames represados, no intuito de dar agilidade ao processo e atender as expectativas e anseios da população. Além disso, foram apresentados alguns itens relacionados ao lançamento que será disciplinado mediante publicação de portaria, fato que deve ocorrer em breve. Foi explanado que o acordo firmando com o aval da FAMURS, estipula que 20% do valor de cada município seja destinado para a realização de cirurgias e exames represados, o que resultará num montante de R$ 171,4 milhões, sendo R$ 85 milhões do ente estadual e R$ 86,4 dos municípios que aderirem ao programa. Para Arpini, não resta dúvida que a ação prioritária nesse momento, além de manter as ações e serviços de saúde em pleno funcionamento em virtude do retorno da normalidade dos fluxos, é atuar nos mutirões de cirurgias para minimizar e reduzir as filas de espera. "As ações do Estado e da nossa região convergem na mesma direção", pontua o diretor. --

コメント


bottom of page