Estação Ferroviária entra na rota de projetos da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo


A Estação Ferroviária, considerada ponto que se identifica o marco zero de Erechim, por ter sido através da ferrovia que chegaram até aqui os primeiros imigrantes, entra na rota de projetos da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo.

Desde o início do ano, a pasta tem realizado projetos para estimular espaços artísticos culturais no município, e o prédio histórico inaugurado em agosto de 1910 deve receber uma atenção especial.

Para iniciar os estudos de viabilidade, os espaços que eram ocupados na Estação Ferroviária estão sendo desocupados. Além disso, a parte de trás do prédio que tem sido ocupada como acampamento de indígenas por diversas vezes também já foi desocupada. A Defesa Civil esteve no local nesta quarta-feira (7), fazendo vistoria, e devido ao fogo que o último grupo que estava no local usava para se aquecer, parte da aba foi condenada, retirada para evitar acidades e será refeita.

Conforme o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Neidmar Alves, a pasta está desenvolvendo um projeto que trata da estruturação de um Complexo Cultural, que estimule atividades artístico culturais e também o turismo da cidade. “Erechim tem espaços já consolidados como pontos turísticos e nós estamos trabalhando para estimular essa área, dar a ocupação e atenção adequada a estes espaços”, explica.

O projeto da Estação Ferroviária, assim como outros, ainda está em fase de estudos para dar os encaminhamentos adequados, inclusive com órgãos que regulamentam o patrimônio histórico. O vice-prefeito Flávio Tirello, esteve acompanhando uma vistoria na tarde desta quinta-feira (8), acompanhado do presidente em exercício da Câmara de Vereadores, Juares Bernadi.

“Essa visão de recuperar os espaços que temos, entender a utilidade que cada um vai ter, e principalmente gerar espaços de lazer, vem a encontro do que pensamos no pós-pandemia. Precisaremos estar prontos para desenvolver o potencial turístico da nossa cidade”, finaliza o vice-prefeito.

Fotos: ASCOM