top of page

Espetáculo Cultura Viva encanta e surpreende Erechim

Promovido pelo Grupo Jupem, evento lotou o Salão de Eventos da URI e foi marcado pela riqueza cultural apresentada por um dos maiores grupos folclóricos da Polônia, o Grupo de Canto e Dança da Universidade de Tecnologia de Varsóvia





O Salão de Eventos da URI de Erechim foi palco, na noite de segunda-feira (24), de um espetáculo magnífico promovido pelo Jupem, que trouxe ao Brasil o Grupo de Canto e Dança da Universidade de Tecnologia de Varsóvia, Polônia (Zespół Pieśni i Tańca Politechniki Warszawskiej). Centenas de pessoas puderam acompanhar a beleza e a simbologia das apresentações. O Espetáculo, intitulado Cultura Viva, faz parte das comemorações dos 55 anos do Grupo Jupem, a serem celebrados no mês de maio.


Além do mix do colorido das danças regionais, com a sua agitação e diferentes ritmos, a sutileza e a leveza das danças nacionais, em cerca de duas horas, o público pôde acompanhar cantos patrióticos, que celebram importantes datas, como o dia dois de maio, quando os poloneses comemoram o Dia da Bandeira Polonesa e o Dia dos Poloneses no Exterior. Também, o Dia da Imigração Polonesa no Rio Grande do Sul e da Constituição da República da Polônia, a primeira da Europa e a segunda mais antiga no mundo, comemorado na data de três de maio.


O grupo que se apresentou é formado por estudantes universitários, sendo um dos maiores grupos folclóricos da Polônia, reconhecido mundialmente. Foram mais de 40 artistas, entre bailarinos, coro e orquestra de câmara, com mais de 100 figurinos para apresentar um verdadeiro show, de diferentes regiões da Polônia.



Um dos pontos altos do espetáculo foi a apresentação da música Boate Azul, interpretada em português impecável pelos poloneses, o que além de surpreender o público, instigou a plateia a cantar junto. Outro momento especial e que coroou o evento foi a apresentação Mazur Ze Strasznego Dworu, do coreógrafo Janusz Chojecki, que atua junto ao grupo polonês, mas que tem uma vasta trajetória junto ao Jupem. A coreografia foi feita com quatro pares de cada grupo, simbolizando o intercambio cultural promovido pelo espetáculo.



Antes da apresentação, em entrevista à Rádio Virtual FM, o presidente do Jupem, Jeison Luiz Lipnharski, sem esconder a alegria pelo momento, destacou a importância da promoção desse tipo de evento, ao passo em que, além de permitir à comunidade assistir toda a riqueza cultural da etnia polonesa, representada por meio do grupo; também celebra um marco importante na trajetória do Grupo Jupem, que está prestes a celebrar seus 55 anos. A troca de experiências, o enriquecimento em termos de aprendizado e a grandiosidade de poder trazer a Erechim um espetáculo de um grupo tão renomado, também foram apontados por Jeison como uma alegria. Nesse sentido, ele já adiantou o convite à comunidade para que prestigie as demais programações relativas ao aniversário do Jupem, ao longo do próximo semestre.

コメント


bottom of page