top of page

Equipes de Saúde Mental apresentam Protocolo de Atenção para Transtornos de Humor para médicos



Na tarde de sexta-feira (30), as equipes de Saúde Mental da Secretaria de Saúde de Erechim deram um importante passo na construção de uma Rede de Atenção Psicossocial comprometida em promover uma saúde pública de qualidade. Os profissionais apresentaram o Protocolo de Atenção para Transtornos de Humor, como a depressão, aos médicos da Atenção Primária, em uma iniciativa que visa fortalecer o cuidado em saúde mental.

O evento contou com a presença da secretária de Saúde, Éclesan Palhão, que aproveitou a ocasião para dar as boas-vindas aos profissionais médicos que assumiram o concurso e fazem parte das Equipes de Estratégia da Saúde que agora contam com mais três médicos atuantes. A secretária também parabenizou a equipe pela iniciativa e ressaltou a importância desse protocolo e da capacitação de toda a equipe. “A saúde mental é uma área fundamental que merece atenção, e iniciativas como essa contribuem para fortalecer os serviços oferecidos à população”, destaca Éclesan Palhão.

O Protocolo de Atenção em Transtornos de Humor é um guia elaborado pelas equipes de saúde mental, que oferece conhecimento e orientações sobre os recursos terapêuticos disponíveis na rede. Com base em uma abordagem que valoriza a vida e busca outras narrativas além das classificações nosológicas tradicionais, o protocolo marca o esgotamento do modelo hospitalar e promove novas formas de discursar sobre o sofrimento psíquico.

Na proposta as equipes de saúde mental realizam reuniões sistemáticas com as equipes da atenção primária, utilizando o apoio matricial. Essa abordagem busca corresponsabilizar o cuidado em saúde mental entre os diferentes níveis de atenção, permitindo novas formas de cuidado e discursos sobre o sofrimento psíquico. Apesar dos avanços, ainda há desafios relacionados à invisibilidade e estigmatização enfrentados por essas abordagens, mesmo diante das estratégias e políticas que visam promover a vida.

O protocolo oferece suporte técnico-pedagógico e apoio institucional para a construção coletiva de projetos terapêuticos, envolvendo ativamente a equipe de Saúde Mental. Essa abordagem é embasada nas experiências e perspectivas adquiridas pelo município de Erechim, que implementou um modelo compartilhado de cuidado em saúde mental.

Desde a sua implantação, em 1º de julho de 2022, foram realizadas 97 ações de apoio matricial na Atenção Primária, envolvendo equipes da Estratégia Saúde da Família, Ambulatório de Saúde Mental, CAPSad e CAPSII – sempre com médico psiquiatra e cronograma previsto entre os serviços. Essa integração de diferentes especialidades e a partilha da realidade dos territórios tem estabelecido um campo comum de cuidado.

O Protocolo de Atenção em Saúde Mental é um marco importante na consolidação das estratégias de cuidado e reflete o compromisso dos profissionais de saúde em combater as desigualdades que favorecem e produzem sofrimentos na sociedade contemporânea. Ele sinaliza uma nova relação com o cuidado, evidenciando a interdependência entre a Atenção Primária e a Saúde Mental, e busca promover uma abordagem mais humanizada e integral no atendimento à saúde mental da população de Erechim.

--

Commentaires


bottom of page