top of page

Empresa apresenta ações do Plano de Mobilidade de Erechim

Primeira reunião comunitária mostrou como está o andamento do estudo que envolve sustentabilidade econômica, social e ambiental do município




O Plano de Mobilidade Urbana Sustentável de Erechim está em construção e entra na terceira etapa com diagnósticos e prognósticos. Na noite de terça-feira (8), a empresa GO Soluções em Projetos fez a primeira reunião comunitária e apresentou para representantes de bairros, lideranças de entidades, empresários, universitários, comunidade em geral e servidores públicos, como está o andamento dos trabalhos desta fase, e fez também atividades em grupo para entender o que as pessoas pensam sobre o assunto. O Plano de Mobilidade é uma iniciativa da Prefeitura de Erechim coordenada pela Secretaria de Planejamento.


Plano de Mobilidade Humana

Na abertura, o secretário de Planejamento, Paulo Jeremias dos Santos, disse que o estudo é bem abrangente e está diretamente relacionado ao bem-estar da população, envolve sustentabilidade econômica, social e ambiental do município. “Este é um Plano de Mobilidade Humana que visa humanizar, modernizar e integrar os espaços urbanos de Erechim, que tem 71 quilômetros quadrados de área urbana, e área total de 429 quilômetros quadrados”, disse.


Ele comentou que o plano tem prazo de 10 meses para ficar pronto, isto é, precisa ser entregue até abril de 2023. “O processo todo está indo bem e a empresa vai conseguir entregar dentro do prazo. Além disso, o Plano de Mobilidade faz parte de uma adequação à lei federal 12.587/2012 e para buscar recursos do governo federal”, afirma.


O secretário Paulo Jeremias dos Santos ressalta que o Plano vai trazer propostas e sugestões para estabelecer, de forma permanente, a segurança e eficiência do sistema de mobilidade em todos os âmbitos, reduzir a poluição sonora, visual, atmosférica, a emissão de gases do efeito estufa e o consumo de energia.


Depois que o estudo for concluído, o município precisa elaborar os projetos para executar as propostas do plano, que levam em conta a situação atual do município, os cenários futuros de curto prazo (2 anos), médio (6 anos) e longo prazo (10 anos).

A vereadora, Ana Lúcia de Oliveira, representando a Câmara de Vereadores, disse que num Plano de Mobilidade as pessoas têm que vir em primeiro lugar.


A secretária adjunta, Greicimara Samuel do Nascimento Zick, apresentou os trabalhos realizados por estudantes da rede municipal de ensino, crianças, jovens e adultos do CEJA. “Conseguimos envolver eles com a elaboração de trabalhos muito interessantes, como, por exemplo, a construção de uma maquete por crianças de 5 anos em que eles criam uma cidade como eles gostariam que fosse”, comenta.


O arquiteto, Vinícius Ribeiro, um dos responsáveis pelo estudo, disse que a elaboração de um Plano de Mobilidade é um processo educativo que envolve toda a comunidade. “Junto com o Plano de Mobilidade precisam ocorrer mudanças no Plano Diretor. Se a mobilidade não for tratada como prestação de serviços ela vai colapsar”, afirma.


Audiências públicas

A construção do Plano de Mobilidade prevê a realização de três audiências públicas para participação da comunidade, entidades, empresas e sociedade civil. A primeira será realizada no dia 22/11, as 14h, na Câmara de Vereadores de Erechim.


Commentaires


bottom of page