Dom Adimir Antonio Mazali é empossado 4º bispo da Diocese de Erexim

Em diversos momentos da cerimônia, foi lembrado e destacado o lema do novo bispo, que norteará seu desempenho pastoral e o caminho que irá seguir: “Sal da terra e luz do mundo”


Em uma cerimônia marcada por emoção, otimismo e fé, Dom Adimir Antonio Mazali tomou posse ontem como quarto bispo da diocese de Erexim. O evento foi realizado na Catedral São José, de forma restrita devido à pandemia, reunindo líderes religiosos de várias regiões do Estado e também do Paraná, terra onde nasceu o novo bispo. A cerimônia seguiu as diretrizes sanitárias, com todos os participantes fazendo o uso de máscaras, medição de temperatura antes da entrada na Catedral, além da disponibilização de álcool gel e o distanciamento social entre os presentes.


Apesar da presença na missa ter sido restrita, fiéis puderam acompanhar a cerimônia por meio de transmissões em áudio e também em vídeo pelas redes sociais. Dom Adimir recebeu do arcebispo de Passo Fundo, Dom Rodolfo Weber, o báculo que é o símbolo do pastor que ama e cuida de seu povo, momento que marcou sua posse. Em sua manifestação, Dom Adimir destacou mais uma vez sua gratidão e confiança na missão que inicia à frente da Diocese, e pontuou sobre seus objetivos de trabalhar em conjunto, fortalecendo o trabalho que já vem sendo realizado.


Nas manifestações sobre o novo bispo, tanto antes quanto durante a celebração, em comum a admiração pela pessoa de Dom Adimir, bem como o desejo de que ele faça um bom trabalho junto à Diocese. Em diversos momentos da cerimônia, foi lembrado e destacado o lema do novo bispo, que norteará seu desempenho pastoral e o caminho que irá seguir: “Sal da terra e luz do mundo”.



Descrição do Brasão

A heráldica eclesiástica do Dom Adimir Antonio Mazali, pertencente ao clero da Arquidiocese de Cascavel, eleito para o episcopado na Diocese Gaúcha de Erexim é composto de:

ESCUDO: O escudo do brasão é de modelo tradicional dividido em 3 campos: dois superiores em cores azuis e o inferior de cor branca. As cores azuis simbolizam a humanidade imersa na eternidade do projeto salvífico de Deus.

LÍRIO: Remete a figura bíblica do Patriarca São José, esposo castíssimo de Maria e Pai putativo de Jesus. Ele que permaneceu fiel ao chamado do Senhor, sendo um dos justos louvado pela Sagrada Escritura, Padroeiro da Igreja Universal e da Igreja Particular da Diocese de Erexim.

FLOR DE LIS: Símbolo de Maria em cor prata, presente em todo trajeto e vida do Filho, Salvador do Mundo. Maria, assim como José, viveu a plenitude da vida na graça percebida pelas palavras da saudação do anjo. Maria é aquela que gera através do seu sim o Redentor do Mundo, nos porta e nos aponta o caminho para Ele. Nas palavras de São Bernardo de Claraval: “Vede uma estrela, invocai Maria.”

ESTRELAS: Elas em número de 3, simbolizam a bela definição patrística de Maria a Sempre Virgem em 3 momentos: Virgem antes do parto, Virgem perante o parto e Virgem após o parto.

RAMO DE CAFÉ: Símbolo da origem, a cidade de Ouro Verde do Piquiri local do nascimento de Dom Adimir, onde destaca-se pelo cultivo e produção de café. O branco nos remete ao batismo, onde nascemos para Deus. Como nos diz o ritual do batismo: “(…) conservar a dignidade de filhos e filhas de Deus até a vida eterna.” O batismo, a porta para os demais sacramentos é a fonte de todas as vocações.

CHAPÉU PRELATÍCIO: Símbolo de Cristo cabeça da Igreja, Cristo é o sumo e eterno sacerdote, Ele que se oferece como hóstia perfeita ao Pai, por amor dos homens; por isso a cor vermelha no chapéu, a oferta da vitima imolada, como o próprio Senhor nos diz: “(…) Minha vida ninguém a tira, Eu a entrego livremente (…)”! (Jo 10,28).

BORLAS: Símbolo do corpo apostólico que agora Dom Adimir faz parte. Os Apóstolos unidos, ligados com a cabeça: Cristo! Nas palavras de Santo Inácio de Antioquia: “Onde está o Bispo, está Igreja!”

CRUZ: Símbolo de em nome de quem se anuncia o Evangelho. Em nome do Senhor Jesus e por Ele se faz. Como nos admoesta o Apóstolo Paulo: “(…) Vos anuncio irmãos, a não ser Jesus Cristo, e este Crucificado (…)”. Na Cruz é que pende toda a salvação do mundo. Por Ele, com Ele e Nele.

LISTEL: Este encontra-se abaixo do brasão, onde porta o lema do novo Bispo, norteia o desempenho pastoral, o caminho pelo qual se irá seguir. O lema de Dom Adimir é do evangelho de Mateus (5,13-14), onde em latim está escrito: “(…) SAL TERRÆ ET LUX MUNDI (…)”.

“SAL DA TERRA E LUZ DO MUNDO”. O Listel por fim, carrega a frase de identidade do novo Bispo, onde irá buscar fazer acontecer e semear no povo e em si próprio, esta identidade evangélica.



Bula de nomeação episcopal de Dom Adimir Antonio Mazali

FRANCISCO, BISPO, SERVO DOS SERVOS DE DEUS,

Ao dileto filho Adimir Antonio Mazali, do clero da Arquidiocese Metropolitana de Cascavel, agora eleito Bispo de Erexim, paz e bênção apostólica. Diariamente, com humildade rogamos ao Nosso Senhor Jesus Cristo, a caminho da sua Igreja e de todos os fiéis, o conduza benignamente para a santidade. Consideramos agora verdadeiramente as necessidades espirituais de Erexim, como aí fosse desejado um pastor e um administrador das coisas sagradas, após o último Bispo desta comunidade eclesiástica, o venerável irmão José Gislon, OFMCap, transferido para Caxias do Sul. Tu, porém, ó dileto filho, que, como sacerdote ornado de virtudes unificadoras e não poucas louváveis obras que levaste a termo, és por isso considerado inteiramente idôneo para aceitar o múnus e frutuosamente exercê-lo. Sob o Conselho da Congregação para os Bispos, sob nossa autoridade apostólica, nomeamos e te constituímos Bispo de Erexim com os direitos e deveres afins, que devem estar unidos a teu estado de vida e voltados para as prescrições dos sagrados cânones. Poderás receber a consagração episcopal em qualquer nação, também fora da cidade de Roma, e do Bispo que desejares. Mas antes que faças a profissão de fé, é necessário também que pronuncieis o juramento de fidelidade a nós e a nossos sucessores, segundo as leis ou normas da Igreja. Ordenamos de fato para que cuides que esta carta seja lida ao clero e ao povo da Diocese a ti agora confiada, aos quais exortamos a que te recebam como mestre enviado e com boa vontade te aceitem como guia e permaneçam unidos a ti. O que sobrevier, dileto filho, queremos animar-te a que confies todo o teu empenho e zelo a Cristo, a Ele agrades em todas as coisas. Diligente e retamente, administres as Palavras e ações Dele aos fiéis agora a ti confiados.



Sobre Dom Adimir Antonio Mazali:


Nasceu em Ouro Verde do Piquiri, no município de Corbélia – Paraná, em 16 de maio de 1966, filho de Mario Mazali e Leonor Maggioni Mazali. Fez seus estudos primários em Ouro Verde e o ensino médio em Corbélia, onde concluiu o Curso de Técnico em Contabilidade. Ingressou no Seminário Maria Mãe da Igreja, em Toledo, onde formou-se em Licenciatura em Filosofia, na Faculdade de Ciências Humanas Arnaldo Busato, entre os anos de 1986 a 1988.

Em fevereiro de 1979, foi para Curitiba, na Comunidade dos Seminaristas do Oeste do Paraná, onde cursou Teologia, no Studium Theologicum, até novembro de 1992. Foi ordenado diácono em 12 de junho de 1992, na Paróquia Nossa Senhora da Penha, de Corbélia, e no dia 5 de dezembro do mesmo ano recebeu a ordenação presbiteral, pelas mãos de Dom Armando Círio, então arcebispo emérito da Arquidiocese de Cascavel.

Em 12 de dezembro de 1992, foi trabalhar como Diretor Espiritual e Promotor Vocacional no Seminário Menor São José, em Cascavel, até agosto de 1999. De fevereiro de 1995 a maio de 1996, colaborou como vigário da Paróquia Imaculado Coração de Maria, Bairro Periolo. Em agosto de 1996 , assumiu como Administrador da Paróquia Nossa Senhora do Caravággio, no Jardim Maria Luiza, também em Cascavel.

Em agosto de 1999, foi enviado à Roma, residindo no Colégio Pio Brasileiro, onde fez o Mestrado em Teologia Patrística e História da Teologia,na Pontifícia Universidade Gregoriana. Ao retornar em, em setembro de 2001, foi Administrador do Santuário Diocesano Nossa Senhora da Salette, em Braganey, até dezembro de 2002.

Em fevereiro de 2002, assumiu como Reitor do Seminário Maior Nossa Senhora de Guadalupe, em Cascavel, onde atuou até janeiro de 2009. Foi Diretor Espiritual no Seminário Propedêutico em Corbélia, nos anos de 2005 e 2006. De 2002 a 2005, foi professor no CINTEC – Centro Interdiocesano de Teologia de Cascavel, e de 2005 a 2018 na Famipar – Faculdade Missioneira do Paraná, em diversas áreas da Teologia, especialmente Patrologia, História da Igreja Antiga, Estágio Pastoral e Comunicação e Homilética. Também foi Secretário Acadêmico de 2006 a 2009, e diretor da Famipar de 2009 a 2019.

Atuou como pároco na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Bairro Cancelli, de 1 de fevereiro de 2009 a 9 de janeiro de 2016. Na Arquidiocese foi responsável pela formação do Ministros da Sagrada Comunhão, participou do Conselho de Presbíteros do Colégio de Consultores, do Conselho Econômico, do Conselho de Formadores e do Conselho Pastoral. Foi representante do Clero e presidente da Associação do Clero Secular.

Em 2014, foi nomeado Assessor Diocesano da Pastoral Familiar e, em 2018, no Regional Sul 2. A partir de 10 de janeiro de 2016, foi pároco da Catedral Metropolitana de Cascavel.

Foi nomeado Bispo da Diocese de Erexim, em 15 de abril de 2020 e, em 20 de junho do mesmo ano recebeu a Ordenação Episcopal, pelas mãos do Arcebispo Metropolitano Dom Mauro Aparecido dos Santos.






© 2020 Virtual FM 104.7 - Sociedade Rádio São José LTDA