Confira um resumo de como devem funcionar os setores na bandeira vermelha

Atualizado: 16 de Ago de 2020


A região de Erechim entrou para bandeira vermelha pela primeira vez desde que foi implementado o Distanciamento Controlado. Diferente das outras vezes, o governo do Estado não aceitou os pedidos de reconsideração encaminhados pela Prefeitura e pelo Comitê Regional. Sendo assim, na semana compreendida entre 11 e 18 de agosto passam a valer as regras referentes à classificação de alto risco epidemiológico.


Apesar de serem previstas normas mais restritivas do que aquelas que vinham sendo seguidas desde então, na última semana foram flexibilizadas algumas medidas para atividades como o comércio, por exemplo, que poderá funcionar, em dias e horários reduzidos e com menos funcionários mesmo com bandeira vermelha. Restaurantes também foram permitidos a abrir com redução na capacidade de atendimento e horários restritos.


Confira um resumo de como devem funcionar os setores na bandeira vermelha:


Comércio (itens essenciais)

Comércio atacadista com 50% dos trabalhadores

Comércio varejista de rua com 50% dos trabalhadores

Centro comercial e shopping (apenas venda de produtos essenciais) com 50% dos trabalhadores

Mercados, açougues, fruteiras, padarias e similares com 50% dos trabalhadores


Comércio (itens não essenciais)

Comércio atacadista, varejista de rua, centros comerciais e shopping podem funcionar com 25% dos trabalhadores e Atendimento presencial restrito, de quarta-feira a sábado, no máximo de sete horas por dia, no horário compreendido entre 9h e17h.


Academias de ginástica (inclusive em clubes)

Com 25% dos trabalhadores e atendimento individualizado (16m² por aluno)


Alimentação

Restaurantes alacarte, prato feito, buffet sem autosserviço com 50% dos funcionários, 25% de lotação e somente de quarta-feira a domingo, no máximo de sete horas por dia, no horário compreendido entre 9h e 17h.

Lanchonetes e lancherias com 50% dos trabalhadores e exclusivamente por drive-thru, tele-entrega e pague e leve

*Nos estabelecimentos em beira de estradas não há restrição de horário de funcionamento


Postos de combustíveis

Com 75% dos trabalhadores


Alojamento

Hotéis e similares (geral) com 40% dos quartos

Hotéis e similares (em beira de estradas e rodovias) com 75% dos quartos


Serviços de higiene pessoal

Cabeleireiro e barbeiro com 25% dos trabalhadores, atendimento via agendamento, e distância mínima de 4 metros entre os clientes


Serviços de auditoria, consultoria, engenharia, arquitetura, publicidade e outros com 25% dos trabalhadores (apenas teleatendimento)


Serviços profissionais de advocacia e de contabilidade com 50% dos trabalhadores


Vigilância e segurança com 75% dos trabalhadores


Serviços para edifícios (limpeza, manutenção) com 50% dos trabalhadores


Call-center com 50% dos trabalhadores (apenas teleatendimento)


Manutenção e lavanderia

Reparação e manutenção de objetos e equipamentos com 25% dos trabalhadores

Lavanderias e similares com 25% dos trabalhadores


Petshop

Serviços de higiene e alojamento de animais domésticos com 25% dos trabalhadores e via agendamento


Educação

Apenas funcionamento remoto, à exceção de atividades práticas essenciais para conclusão de curso: pesquisa, estágio curricular obrigatório, laboratórios e plantão, conforme protocolos.


Indústria

Todos os serviços de indústria liberados com 75% dos trabalhadores, à exceção da extração de petróleo e minerais (com 25% dos trabalhadores) e as indústrias de farmoquímicos e farmacêuticos, que podem funcionar com 100% dos trabalhadores


Transporte (Rodoviário de passageiros)

Transporte municipal e metropolitano com 50% da lotação

Transporte intermunicipal e interestadual com 50% dos assentos


Atividades de correios, serviços postais e similares com 50% dos trabalhadores

Transporte rodoviário de carga com 100% dos trabalhadores


Bancos e imobiliárias

Bancos, lotéricas e similares com 50% dos trabalhadores

Imobiliárias e similares com 25% dos trabalhadores (apenas teleatendimento)


Serviços religiosos

Missas e serviços religiosos com máximo de 30 pessoas

Funerária com 100% dos trabalhadores


Setor agropecuário

Agricultura, Pecuária e Serviços Relacionados

Produção Florestal

Pesca e Aquicultura

Com teto de ocupação de 75% dos trabalhadores


Fonte: Governo do Estado do Rio Grande do Sul

© 2020 Virtual FM 104.7 - Sociedade Rádio São José LTDA