Concerto marca abertura oficial da Feira do Livro de Erechim 2021

O tema do evento neste ano é “Música, Arte e Literatura: Janelas para a Alma”

Na noite desta terça-feira (5), aconteceu a abertura oficial da Feira do Livro de Erechim 2021. A 22ª edição é realizada em formato hibrido, com intuito de incentivar a movimentação cultural, artística e literária no município, mesmo diante da pandemia da Covid-19. A atividade foi transmitida ao vivo no Youtube e Facebook da Prefeitura de Erechim.

A solenidade presencial/restrita no Centro Cultural 25 de Julho, contou com um concerto com a Orquestra Belas Artes, a Orquestra de Concertos de Erechim e a Orquestra Getuliense, regidos pelo patrono desta edição, maestro Gleison Juliano Wotcziekowski. “Não sei se sou merecedor, mas muito me honra ser patrono, por ter sido escolhido pelos ex-patronos e pela Academia Erechinense de Letras (AEL)”, destacou Gleison que recebeu o sino símbolo, tocado nas aberturas das Feiras do Livro, do patrono da 21ª edição da Feira do Livro de Erechim, realizada em 2019, jornalista José Adelar Ody.

A escritora homenageada desta edição é a membro da AEL, presidente do Café Cultural e Consulesa dos Poetas Del Mundo, Alba Albarello (em memória), falecida em abril deste ano. A presidente da Academia Erechinense de Letras, Elcemina Lucia Balvedi Pagliosa, realizou uma homenagem à família de Alba, presente na solenidade.

Com o tema “Música, Arte e Literatura: Janelas para a Alma”, a Feira do Livro 2021 é uma realização da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo de Erechim, e tem como parceiros também a Secretaria de Educação, o Centro de Belas Artes Osvaldo Engel - Cultural, Técnico e Profissional, o Arquivo Histórico Municipal Juarez Miguel Illa Font, a Academia Erechinense de Letras, o Café Cultural de Erechim, a Orquestra de Concertos de Erechim, a 15ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), o Sesc Erechim, a Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) e a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS).

O secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Neidmar Alves destacou que como atividade hibrida, este evento é uma forma de difundir conhecimento e cultura à comunidade erechinense, regional e à todos onde estiverem. “Vocês terão oportunidade de acompanhar palestras, rodas de conversa, sarau musical, oficinas de teatro, shows, formação de leitores, entre tantas atividades”, pontua.

Como atividade hibrida, na solenidade também foi lançado o site da Feira do Livro, onde será possível encontrar toda programação virtual, os livreiros e as promoções semanais. Basta acessar: www.pmerechim.rs.gov.br/feiradolivro

“Acredito que a cultura pela leitura e pela leitura tem que ser incentivada desde criança. Incentivem as crianças, que estaremos fazendo pessoas com prosperidade”, destacou o vice-presidente da Câmara de Vereadores, Juares Bernardi.

O vice-prefeito Flávio Tirello exaltou a história das pessoas que dedicaram a vida a arte e a cultura, e em especial, à todas pessoas e entidades envolvidas na Feira do Livro. “Mesmo em um ano pandêmico, não deixamos de fazer a Feira do Livro. Hoje a inovação veio para isso, para quem sabe chegarmos um pouco mais longe. Com algumas atividades online, outras presenciais, referendamos a importância da Feira do Livro na nossa cidade”, finaliza.