top of page

Chama Crioula é acesa e dá início aos festejos farroupilhas




O lindo sábado (19) de agosto, premiava o dia em que seria gerada e distribuída a Chama Crioula do Rio Grande do Sul, dando início a maior festa popular do estado. A programação marcava a geração na sexta (18), mas devido as previsões de vento e muita chuva, na cidade de Cristal, levou a comissão executiva, em conjunto com a prefeitura e o MTG, a transferir a cerimônia para s sábado, pela manhã. Com certeza um grande acerto.

Às 9h da manhã, a concentração de público já era grande no Parque Bento Gonçalves, que chegou a receber mais de 2.500 pessoas, diversas autoridades, tradicionalistas e ativistas culturais. A encenação – Estância do Cristal: Refúgio de esperança em tempos de guerra encantou os espectadores e internautas, que acompanharam a transmissão nas redes sociais. O encerramento do espetáculo culminou com a geração do fogo simbólico das tradições gaúchas.

A abertura oficial contou com a presença de diversas autoridades e manifestações fortes, emocionadas, confirmando a importância deste símbolo, que completou 74 edições, desde sua criação no dia 7 de setembro de 1947. O prefeito Marcelo Krolow, agradeceu a dedicação da equipe liderada pelo secretário Juliano Guerreiro, para atender as necessidades que o evento exigia. O secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, Ronaldo Santini, que representou o governador, fez seu pronunciamento a cavalo, incentivando cada um daqueles que leva a chama para suas regiões, independente das condições do tempo, ou das distâncias. “Falar aqui, do lombo do cavalo, é uma forma de homenagear aqueles que acreditam na transformação da sociedade através da cultura, […] façam a eles uma reverencia, por que aqui estão os verdadeiros condutores da chama da esperança, que vai levar o nosso Rio Grande ao caminho da paz” – disse, emocionado, Santini.

A presidente do MTG, Ilva Maria Borba Goulart, agradeceu o trabalho da comissão, das autoridades locais, dos coordenadores regionais, pelo trabalho de entregar um grande evento no Cristal, e motivar os tradicionalistas em cada região. “Momentos como este, nos mostra que vale a pena trabalhar com a cultura gaúcha. Toda a verba destinada a cultura gaúcha, deputado Santini, que aqui representa o governador do estado, não é um gasto… É investimento. É investimento na juventude. É investimento nas crianças. E o vento, segue soprando…” – afirmou Ilva.

A cerimonia continuou com as delegações recebendo a centelha da Chama Crioula, em frente a casa de Bento Gonçalves, e partindo rumo aos acampamentos ao redor da cidade. As atividades continuaram até a noite, com a presença do público vindo da cidade, que ocuparam os espaços e o palco principal. Oficialmente, estão abertas as comemorações de mais uma semana farroupilha, que termina com a extinção da Chama, dia 20. Em 2024, o baita chão, a cidade do Alegrete, espera o Rio Grande do Sul para o 75º acendimento da Chama.

bottom of page