Boleto falso: 4 sinais para identificar e não cair em um golpe

O golpe do boleto falso não é novo, mas tem sido aprimorado pelos criminosos e feito novas vítimas. Veja como se prevenir


Você já ouviu falar no golpe do boleto falso? Segundo o Procon de Erechim, essa é uma prática realizada por criminosos que fazem cópias de documentos de cobrança como se fossem verdadeiros para que o pagamento da vítima caia na conta bancária do bandido.

De acordo com dados da FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos), explica o Procon de Erechiim, durante a pandemia esse tipo de golpe cresceu 45% no país. E o perigo se torna ainda maior porque os fraudadores estão cada vez mais detalhistas e aprimorando as fraudes mais comuns. A boa notícia é que existem maneiras de se prevenir.

É boleto falso? Saiba como identificar

O golpe do boleto falso está cada vez mais sofisticado, mas há alguns indícios que ajudam a identificá-lo antes que você se torne uma vítima deste tipo de cilada. Entre eles, estão:

1 - Código de barras duvidoso

É possível identificar algumas características peculiares nos boletos falsos que podem ser verificadas por quem está em dúvida se o documento é ou não verdadeiro.

Comece conferindo se os últimos dígitos do código de barras correspondem ao valor a ser pago. Caso sejam diferentes, o boleto não é verdadeiro. E se a cobrança for uma conta recorrente, como a de energia elétrica, água, mensalidade escolar e afins, duvide de qualquer alteração.

Verifique, ainda, se os primeiros dígitos do código de barras coincidem com o código do banco emissor. O código da Caixa Econômica Federal, por exemplo, é 104. É possível consultar a numeração de todas as instituições bancárias no site da FEBRABAN.

2 - Beneficiário desconhecido

Outro cuidado importante para averiguar a veracidade do boleto é sempre verificar o nome da pessoa ou empresa que receberá o pagamento. Se for uma empresa, consulte a reputação dela no portal Reclame Aqui.

Também é recomendado verificar se o CNPJ da emissora é real no aplicativo da Receita Federal para smartphone e nas listas constantemente divulgadas pelo Procon (Departamento Estadual de Defesa do Consumidor).

3 - Impossibilidade de leitura do código de barras

Outra característica comum do boleto falso é a impossibilidade de leitura do seu código de barras. Boletos adulterados geralmente possuem leitura incompatível, obrigando o destinatário a digitar manualmente a sua numeração.

Por isso, é recomendado tentar lê-lo com a câmera do celular ao invés de digitar e sempre redobrar a atenção quando encontrar essa dificuldade.

4 - Boleto recebido pelos Correios

Como o golpe do boleto falso tem sido cada vez mais frequente, o mais indicado é dar prioridade para pagar o documento emitido direto no site da instituição, já que vias físicas têm mais chances de ter sido adulteradas.

Existem alguns casos em que os golpistas sequestram as correspondências e adulteram os dados bancários. Neste tipo de situação, a melhor saída para evitar cair no golpe do boleto falso é solicitar à instituição correta para que o valor seja debitado automaticamente da sua conta bancária.

Outras dicas para evitar cair no golpe do boleto falso

Além de verificar estes sinais característicos que alertam para o risco de o boleto ser falso, há outras iniciativas que você pode adotar para se proteger:

Emita o boleto diretamente no site da empresa

Muitas vezes as empresas não enviam boletos por e-mail. Então, caso receba, verifique no site da companhia se existem pendências em seu nome. Se realmente houver, emita um novo boleto diretamente no site.

Não imprima boletos

Com a sofisticação das fraudes, existe até mesmo um vírus associado ao golpe do boleto falso: o bolware. Este vírus, caso esteja instalado no seu computador, tem a capacidade de alterar o valor e o destinatário do seu boleto.

Ele atua no momento em que você abre o documento para imprimir. Por isso, prefira ler o boleto diretamente no computador e tenha sempre um programa antivírus instalado e atualizado em seus dispositivos.

Fique atento aos dados e erros de português

Em alguns casos, o boleto falso pode apresentar alguns erros que em uma primeira leitura tendem a passar despercebidos.

Então, cheque com atenção os seus dados pessoais – como o CPF e nome completo -, e também veja se há erros ortográficos, muito comuns em comunicações criadas por criminosos.

Evite usar redes Wi-Fi públicas

Outro cuidado que pode proteger você deste e de outros golpes é evitar conectar o seu aparelho a redes públicas de Wi-Fi, especialmente para fazer o download do boleto e sua conta bancária.

Criminosos mais experientes são capazes de interceptar o acesso em muitas destas redes e de adulterar o documento sem que você perceba.

Contato

Em caso de dúvidas ou no caso de verificado o golpe, o consumidor pode entrar em contato com Procon de Erechim pelo telefone 35207089, pelo e-mail: procon@erechim.gov.br e, também, pelo atendimento das 8h30 às 17 horas, na rua Itália, 135.