top of page

Aula Inaugural das Ciências Humanas na URI explora as Relações Étnico-Raciais

Os Cursos de Psicologia e Pedagogia da URI realizaram, no dia 14 de março, uma Aula Inaugural conjunta, marcando o início de um semestre repleto de aprendizado e reflexão. O evento, que ocorreu no Auditório, teve como foco a temática das relações étnico-raciais. Estavam presentes as coordenadoras dos Cursos, Fernanda Grendene, da Psicologia, e Rosane Vasques, da Pedagogia, bem como professores e acadêmicos.

A psicóloga Monique Rosset, renomada profissional na área, foi a convidada especial para conduzir a palestra. Com sua experiência e conhecimento, Monique abordou questões fundamentais sobre a importância de compreender e valorizar a diversidade étnica e cultural em nossa sociedade.

No encontro, os estudantes dos dois cursos tiveram a oportunidade de refletir sobre suas futuras práticas profissionais e contribuir para a promoção da igualdade, do respeito e da valorização das diferentes identidades raciais. Monique destacou a relevância de questionamentos como “O que você está fazendo ativamente para combater o racismo?”. Além disso, destacou a importância de “formar psicólogos e professores que se sensibilizem com a temática racial” e a necessidade de “desnaturalizar o olhar condicionado pelo racismo”.

O evento também contou com momentos de interação, debates e troca de ideias entre os participantes. Os estudantes puderam compartilhar suas perspectivas e experiências, enriquecendo ainda mais o diálogo sobre as relações étnico-raciais.

Com mais essa iniciativa, a URI Erechim reafirma seu compromisso com a formação de profissionais sensíveis às questões sociais e culturais, preparados para atuar de forma ética e consciente em suas respectivas áreas. A aula inaugural foi um passo importante nessa jornada de aprendizado e transformação. A iniciativa, segundo os professores, certamente vai inspirar a todos os participantes a promoverem uma sociedade mais justa, igualitária e respeitosa, onde cada indivíduo seja valorizado por sua singularidade e contribuição. Ser antirracista é um movimento necessário e que é de todos, concluíram.

legenda - (Foto Gustavo Zanela)

Monique Rosset abordou questões fundamentais sobre a diversidade étnica e cultural 


Comments


bottom of page