top of page

Amigos da Alegria conectam corações em Erechim

Em mais uma ação, o grupo recebe reconhecimento de médico e pacientes




Cantar e dançar nunca esteve tão em alta como nesta nova realidade pós pandemia no mundo. Os Amigos da Alegria de Erechim sabem bem disso e fazem questão de conectar corações embalados pelo som doce e alegre de cantigas típicas brasileiras. A tarde da última terça-feira, 14, foi mais um momento de diversão para dezenas de pacientes internados em hospitais e centros de saúde da cidade.

As visitas do grupo acontecem todos os meses e, a cada nova ação, a tristeza causada pela dor da doença, dá lugar a sorrisos de orelha a orelha. Para Ana Maria Pertuzzati, paciente oncológica da Fundação Hospitalar Santa Terezinha, a animação dos palhaços divertidos acalenta a alma. “Eles não têm ideia do quando nos fazem bem. A alegria que passam pra gente. Nos dão um animo nesse momento que a gente está enfrentando com tanta dificuldade por essa doença (câncer). Muitas vezes, a família só se preocupa com o financeiro da gente e o que nós precisamos é de uma palavra de carinho, conforto e sorriso no rosto porque queremos viver um dia de cada vez”, declara emocionada.

Sentimento que é compartilhado por, Rosmari Woievoda. Sempre acompanhada das filhas Maiara e Stefani, desde 2021, ela luta contra um câncer de mama e garante “tivemos amor e carinho de muitas pessoas durante essa jornada. E os Amigos da Alegria estão neste grupo”.

Aniversário colorido

Nesta semana a ação ganhou um significado ainda mais especial. Além das visitas aos hospitais, o grupo aproveitou para homenagear o médico Juliano Sartori, oncologista com reconhecimento nacional e que também atua como voluntário nos Amigos da Alegria. O especialista ganhou literalmente um presente de aniversário (celebrado em 13 de março) cheio de cores, músicas e sorrisos. “Esses gestos só me dão mais força para continuar, com simplicidade, tranquilidade, humildade, reconhecendo em cada pessoa as suas capacidades e forças. Eu, simplesmente procuro sinalizar que todos são capazes de vencer batalhas, desafios ou doenças. Obrigado”, pontua o médico.

As visitas aos pacientes de hospitais e unidades de saúde do município acontecem mensalmente. O grupo de voluntários também realiza atividades de aperfeiçoamento e ações beneficentes


Comentarios


bottom of page