top of page

AMAU se reúne com direção da RGE em busca de soluções


Encontro ocorreu em Porto Alegre, nesta terça-feira, 16, e na pauta a falta constante de energia elétrica no Alto Uruguai 


Nesta terça-feira, 16, a AMAU, representada pelo seu presidente Marcelo Arruda (prefeito de Barra do Rio Azul, manteve audiência com o presidente da RGE em Porto Alegre, Marco Antônio Villela de Abreu, e técnicos, para explanarem os problemas recorrentes que vem deixando o Alto Uruguai apreensivo, com a constante falta de luz e a demora para seu restabelecimento.

Problemas recorrentes

Os problemas se agravaram desde o dia 22 de dezembro do ano passado, onde algumas comunidades da região ficaram uma semana sem energia; “Nossa região é referência no agronegócio, sendo uma das maiores produtoras de suínos, aves e leite do Estado. A segurança do atendimento da energia elétrica, bem como a resposta ágil das equipes no restabelecimento é fundamental para mantermos as famílias no campo”, pontua Marcelo Arruda.

Comitiva do Alto Uruguai 

Junto com o presidente da AMAU, estiveram o prefeito de Erechim, Paulo Alfredo Polis; prefeito de São Valentim, Claudimir Paniz; Valdecir Wieczynski, vice-prefeito de Erval Grande acompanhado de secretário municipal; o gerente de relacionamento da RGE na região do Alto Uruguai, Cláudio Rodrigo Mânica e a Consultora da RGE, Eliana Bortolon (que atende parte da região nos municípios de Sertão, Getúlio Vargas, Ipiranga do Sul, Erebango e Estação.

Reunião produtiva 

A reunião foi avaliada como produtiva: “Pudemos elencar nossos principais problemas, e não podemos ficar mais esperando, não suportamos mais a demora no atendimento. A RGE nos apresentou o que vem sendo feito e nos solicitou que cada município apresente suas prioridades, para que possam desenvolver um plano de ação mais imediato”, salienta o presidente da AMAU

Necessidade de legislação regional 

O prefeito de Erechim, Paulo Polis, também presente à reunião afirmou que a RGE está com a intenção de realizar investimento fortes na região: “Mas para isso precisamos criar uma legislação regional, principalmente com relação as árvores, próximas as redes, que são as principais causadoras dos problemas para a falta de energia. E a partir daí, atuar e medir os resultados, com um acompanhamento mais próximo e contundente, para que a qualidade dos serviços melhore para a todos os municípios da região”, relata Polis. 

“O diálogo é o melhor caminho”

O presidente Marcelo Arruda, acredita que este movimento junto a direção da RGE no Estado e a vinda da conselheira presidente da AGERGS (Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Rio Grande do Sul), Luciana Luso de Carvalho, para a Assembleia Ordinária da AMAU, nesta quinta-feira, 18, as ações e investimentos serão mais efetivos e céleres: “Ninguém mais aguenta tantos problemas, mas o diálogo sempre é o melhor caminho e a união dos municípios do Alto Uruguai, mais uma vez foi preponderante em busca de soluções, para a questão da falta de energia elétrica”, finaliza. 


Commentaires


bottom of page