top of page

Almoço de confraternização fortalece vínculos e promove reabilitação no CAPS AD



Em um ambiente caloroso e inclusivo, gentilmente organizado pelo Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), profissionais e usuários que participam ativamente da comunidade de Erechim reuniram-se em um evento especial, marcando o encerramento do ano de maneira positiva e terapêutica. O almoço de confraternização, destinado exclusivamente aos usuários aderentes ao tratamento ambulatorial, revelou-se muito mais do que uma simples celebração festiva. Nos bastidores, ele se apresenta como uma importante estratégia de reabilitação, visando fortalecer os laços e promover a resiliência perante o complexo problema do uso grave de álcool e outras drogas.



Ao adentrar o espaço dedicado ao evento, era palpável a atmosfera de calor humano e acolhimento. Profissionais da saúde mental, juntamente com os usuários engajados no tratamento, compartilharam momentos de descontração e integração.



Para a equipe técnica do CAPS AD, o almoço de confraternização é um elemento crucial no enfoque terapêutico. Para indivíduos enfrentando o desafio do uso grave de álcool e outras drogas, a reabilitação vai além do consultório. A reintegração social é uma etapa essencial, e atividades como essa promovem a ressocialização de maneira significativa.



A participação no almoço não é apenas uma oportunidade para os usuários desfrutarem de momentos de lazer, mas também uma estratégia cuidadosamente planejada para fortalecer os aspectos psicossociais do tratamento. A integração social, a troca de experiências e o suporte mútuo entre os participantes são peças fundamentais na construção de uma rede de apoio sólida.



Ao longo do evento, grupos de usuários compartilharam histórias de superação, desafiando estigmas e estabelecendo conexões positivas uns com os outros. O almoço de confraternização, portanto, age como um catalisador para a promoção da resiliência e da autoestima, fatores cruciais na jornada de recuperação.



A abordagem do CAPS AD, ao integrar estratégias de reabilitação social, contribui para uma visão mais holística do tratamento de dependência química. Essa iniciativa vai ao encontro das diretrizes preconizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que busca não apenas a abordagem clínica, mas também a inclusão social como parte integrante do processo terapêutico.



O almoço de confraternização de final de ano no CAPS AD não é apenas uma celebração festiva; é um compromisso firme com a reabilitação e o fortalecimento das habilidades sociais e emocionais dos usuários. Em um cenário marcado por desafios complexos, iniciativas como essa reforçam a importância de abordagens inovadoras e integrativas no cuidado à saúde mental.

Comentarios


bottom of page