top of page

Aliança para estruturar e ampliar setor têxtil de Erechim

Prefeitura de Erechim concedeu área para Sindivest Alto Uruguaui construir a sede própria e aumentar oferta de serviços, os cursos de capacitação, número de empresas, a capacidade produtiva, melhorar a qualidade do trabalho

Estruturar e ampliar o setor têxtil e calçadista do município. Esse é o objetivo da Prefeitura de Erechim ao conceder ao Sindicato das Indústrias do Vestuário do Alto Uruguai (Sindivest) o uso de área de 5.400 metros quadrados para construção da sede própria, o pavilhão do Centro Tecnológico (CT). No local, ficará toda a estrutura do Sindivest, que vai ampliar a prestação de serviços às empresas, os cursos de qualificação profissional e os projetos na área de confecção. Microempreendedores individuais (MEIs), pequenas, médias e grandes empresas de Erechim utilizam os equipamentos do Sindivest Alto Uruguai. Polo do vestuário Na abertura do evento de assinatura do contrato de concessão da área, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Emerson Schelski, disse que este é o primeiro passo do Sindivest para realizar o sonho de ter a sede própria. “Numa área nobre de Erechim”, disse. “O Sindivest auxilia muito as micro, pequenas, médias empresas e até negócios de grande porte e trabalha em conjunto com o Poder Público. Erechim já é um polo do vestuário no Alto Uruguai e se encaminha para ser referência estadual. E este projeto, que o município está apoiando, vai contribuir para estruturar, ampliar toda esta cadeia produtiva e fomentar, cada vez mais, o setor têxtil da nossa cidade “Conquista muito grande” O presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário do Alto Uruguai (Sindivest), Guilherme Basso, disse que a concessão desta área do município para o Sindivest Alto Uruguai é uma conquista muito grande. “Desde 2007, ano da nossa fundação, estamos em busca de um espaço próprio para nossas atividades. Agradeço a parceria da prefeitura, secretaria e todos que colaboraram neste projeto. O objetivo é construir neste local o Centro Tecnológico (CT), que vai concentrar todas nossas atividades e projetos, como ampliação da oferta de serviços, os cursos de capacitação, número de empresas, a capacidade produtiva, enfim, abrir o leque e melhorar a qualidade do nosso trabalho”, disse. Ele ressaltou que o Sindivest Alto Uruguai mudou a história da confecção em Erechim e região, construindo a sua trajetória aos poucos. “Atualmente, atendemos mais de 50 empresas, temos mais de 200 CNPJs e CPFs que retiram retalhos e reaproveitam este material, cortamos, em 2022, mais de 1,6 milhão de peças. Nosso objetivo é ampliar os clientes, as empresas e a produção”, destaca. O presidente do Sindivest, Guilherme Basso, disse que há preocupação com o meio ambiente e a sustentabilidade do setor têxtil. “Mais de 200 toneladas de material têm destinação correta, que se tornam subprodutos, voltam para o mercado e movimentam a microeconomia do município. Antes, todo estes retalhos eram depositados no aterro sanitário, sem nenhuma utilidade, simplesmente, poluindo a natureza”, ressalta. Impacto social O presidente da Câmara de Vereadores, Sergio Bento, disse que o Poder Legislativo está sempre à disposição da sociedade para este tipo de parceria que desenvolva o município de Erechim e, principalmente, tenha impacto social. “Estamos muito felizes em participar deste projeto que vai trazer benefícios para a comunidade e as empresas de Erechim”, afirma. “Grandes projetos, resultado do esforço coletivo” O prefeito de Erechim, Paulo Polis, disse que aquela localidade vai ter três grandes obras importantes, a Escola Caras Pintadas, a Usina Solar Fotovoltaica, e a sede do Sindivest. Ele destacou o importante trabalho de aprovação dos projetos pela Câmara de Vereadores, e que há o tempo de pedir e, também, de agradecer. “Estamos aproveitando o momento para fazer acontecer. E se um projeto não está dando certo, temos que dar um jeito, desatar os nós, achar alternativas, refazer o mapa, mas sempre encontrar outros caminhos para colocá-lo em prática”, observa o prefeito. Segundo o prefeito Polis, a concessão do terreno para o Sindivest é uma aliança de mão dupla, e representa um novo ciclo produtivo para o Sindivest e, também, Erechim, que é o dínamo do desenvolvimento econômico e social do Alto Uruguai. “Erechim é uma cidade que abarca, abraça, acolhe. A nossa essência, origem, é de uma árvore forte que dá bons frutos”, enfatiza. “É muito importante registar este momento para que no futuro as pessoas vejam que todos os projetos bem-sucedidos fazem parte de uma construção continuada, porque as grandes iniciativas, conquistas, são resultado do trabalho coletivo. A prefeitura está sempre de portas abertas para apoiar ações de desenvolvimento, qualificação, emprego e renda. Em pouco mais de dois anos, geramos mais de 5 mil postos de trabalho com carteira assinada”, ressalta ele. Conforme o prefeito Polis, tudo que se faz com muita vontade ecoa através do tempo. “Vamos entregar um novo Distrito Industrial, estamos planejando um Condomínio Industrial, temos 16,5 mil CNPJs ativos, e eles são a nossa força de tração, ao longo destes 105 anos”, disse o prefeito Polis. Localização O terreno fica localizado próximo da rua João Batista Cantele Filho e da rua Ângelo Eugênio Collet e será para uso exclusivo do Sindivest. Conforme previsto na lei que autorizou a concessão, em caso de dissolução ou do Sindicato deixar de funcionar, a posse da área passará, imediata e, independentemente, de notificação, ao município, sem direito à indenização de qualquer tipo, inclusive de melhorias executadas.

Comments


bottom of page