top of page

Agricultura Familiar se mobiliza para a campanha Nossa Terra Fica




No próximo dia 15 de setembro, às 8 horas, na Cooperativa Nossa Terra, acontecerá o lançamento da campanha Nossa Terra Fica #EuApoio, que defende a permanência da cooperativa, do supermercado e da feira de produtores no terreno que ocupam há 23 anos, junto ao DAER. A campanha é uma resposta à intenção do governo do Estado de doar a área para a empreiteira Traçado, como parte de pagamento de uma obra de asfaltamento.

A cooperativa está enfrentando a real ameaça de ser expulsa do terreno que ocupa, desde que o governo do Estado começou a divulgar a “dação em pagamento” da área para a empreiteira. Ao anunciar essa negociação em um evento, o representante do Estado declarou para a imprensa o seguinte: “É um “baita negócio” para o Estado e nós vamos poder dar um uso muito melhor para aquela área ali hoje.” Outro político presente disse o seguinte: “É o Estado sendo “inteligente”, buscando as estruturas que estão em “desuso ou subutilizadas”, passando para a iniciativa privada, revertendo em obras que vão mudar a vida das pessoas”.

Em resposta a essas declarações, o presidente da Nossa Terra, Adelmir Gaiardo, se pronunciou: “Ouvindo isso, qualquer pessoa desavisada poderia pensar que no terreno em questão só tem mato e capim. Mas ao contrário disso, há vidas ali! São famílias que trabalham arduamente e geram riquezas para o Estado! Neste local temos uma Cooperativa, um Supermercado e uma Feira da Agricultura Familiar. São 23 anos de história.”

Para enfrentar essa séria ameaça, foi formado o Coletivo de Apoio à Agricultura Familiar, por lideranças do setor e uma campanha de mobilização, que será lançada durante o Café com a Imprensa, no dia 15/09 às 8 horas, na presença de todos os funcionários, feirantes, lideranças políticas da região e representantes do Coletivo de Apoio à Agricultura Familiar.

“Será um momento importante para reafirmarmos nosso compromisso com quem trabalha, nossa preocupação com a coisa pública e nosso compromisso com Erechim, que não pode perder uma estrutura como o terreno do Daer, de imenso valor e importância”, disse Gaiardo.

A campanha Nossa Terra Fica tem o objetivo de sensibilizar a população de Erechim e região, com a meta de colher milhares de assinaturas em uma Petição Pública endereçada ao Governo do Estado. Para isso, será lançado um manifesto pedindo a permanência da cooperativa no local. Várias lideranças políticas e de entidades do setor já estão manifestando apoio à campanha.

Por que a Nossa Terra deve ficar?

A Nossa Terra é uma cooperativa que reúne mais de 3.000 agricultores familiares, 18 cooperativas associadas e mais de 50 agroindústrias da região de Erechim. Ela foi fundada em 2001 com o objetivo de fortalecer a produção agroecológica e orgânica, garantir melhores condições de comercialização e valorizar a cultura e a identidade dos agricultores.

Desde então, a Nossa Terra vem desenvolvendo um trabalho exemplar na promoção da soberania alimentar, da segurança alimentar e nutricional, da preservação ambiental e da geração de renda e emprego no campo. Além da cooperativa, no terreno também funcionam um supermercado e uma feira de produtores, que oferecem produtos frescos, saudáveis e diversificados para a população urbana.

A Nossa Terra é reconhecida como uma referência nacional em cooperativismo e agricultura familiar. Ela recebeu certificações e reconhecimento por sua qualidade e responsabilidade social. Ela também participa de redes e movimentos sociais que defendem os direitos dos agricultores familiares.

A Nossa Terra é um patrimônio público e social de Erechim e do Rio Grande do Sul. Ela contribui para o desenvolvimento econômico, social e ambiental da região. Ela representa uma alternativa viável e sustentável ao modelo agrícola dominante, baseado no agronegócio, nos agrotóxicos e na concentração fundiária. Em 2022 foram efetivados mais de R$ 22 milhões de valor adicionado e recolhidos R$ 7,2 milhões em ICMS ao Estado do RS. Por isso ela gera renda, empregos e retorno econômico ao RS e aos municípios onde atua.

Não se pode aceitar que o governo do Estado entregue o terreno para uma empresa privada, sem levar em conta os interesses coletivos e os direitos dos agricultores familiares. Essa é uma decisão arbitrária, injusta e ilegal.

Como você pode apoiar a Nossa Terra?

Se você também acredita que a Nossa Terra deve ficar, você pode ajudar de várias formas:

  • Assine e divulgue o abaixo-assinado online que pede ao governo do Estado que mantenha a Nossa Terra em seu espaço de trabalho. Você pode acessar o abaixo-assinado neste link: https://bit.ly/nossaterrafica

  • Participe das atividades da campanha Nossa Terra Fica #EuApoio, que serão realizadas nas próximas semanas. Acompanhe a agenda pelo nosso site e pelas nossas redes sociais:

  • Visite a Nossa Terra, conheça de perto o trabalho e compre os produtos. Está aberto de segunda a sábado, das 8h às 18h. Visite para tomar um café e conversar sobre a importância da agricultura familiar.

  • Seja um voluntário ou uma voluntária da Nossa Terra. Você pode contribuir com o seu tempo, o seu talento e as suas ideias para fortalecer a cooperativa e a campanha. Entre em contato pelo telefone (54) 3321.2135 ou pelo e-mail contato@coopnossaterra.com.br

Se você gostou deste conteúdo compartilhe com seus contatos!

Compartilhe isso...

bottom of page