top of page

AGER notifica novamente a Corsan e pede providências urgentes


Entre as justificativas abandono dos equipamentos que bombeiam a água até as ETAs e do complexo que abriga todos equipamentos às margens do rio Cravo. Agência pede providências urgentes para população não ficar sem água




A Agência Reguladora dos Serviços Públicos Municipais de Erechim (AGER) notificou, novamente, a empresa Corsan, responsável pelo abastecimento de água de Erechim, pelo descaso na prestação dos serviços, e pede providências urgentes, em função dos riscos da população ficar sem água.

O termo de notificação tem como justificativa a importância do abastecimento de água para a população; que os locais de armazenamento e coleta de água, para o devido tratamento, são de extrema importância; que todos equipamentos que bombeiam a água até as ETAs são imprescindíveis para a saúde e sobrevivência da população; e a ausência de guardas para vigilância no complexo que abriga todos equipamentos às margens do rio Cravo e, também, na barragem que bombeia água para as duas ETAs - Estações de Tratamento de Água.

Além disso, leva em conta o papel da Agência Reguladora na fiscalização da prestação do serviço de abastecimento de água pela concessionária.

O diretor administrativo-financeiro da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Municipais de Erechim (AGER), Edgar Radeski, afirma que a agência sinalizou, há meses, que, inclusive, deveriam ter guardas armados nestes locais.

“A Corsan abandonou Erechim nos últimos anos, e não está fazendo nem os investimentos indispensáveis ao abastecimento de água, como aumento de adutoras e troca de tubulação, para citar dois exemplos. Solicitamos providências em caráter urgente para evitar o desabastecimento de água à população de Erechim”, ressalta o diretor.

Conforme a notificação, entregue no dia 3, a concessionária Corsan tem prazo de 10 (dez) dias para informar quais medidas serão tomadas para resolver esta grave situação.


Comments


bottom of page