Achados e Perdidos: Serviço dos Correios permite a guarda e retirada de documentos


É comum a perda de documentos pessoais nesse período de férias. Para ajudar o cidadão a encontrá-los, os Correios oferecem o serviço Achados e Perdidos, no qual os pertences perdidos e/ou extraviados podem ser recuperados.

O serviço, criado há mais de 30 anos, tem como objetivo encurtar o tempo e reduzir o custo da busca por documentos perdidos. Em função da pandemia, em 2020 os Correios receberam em suas agências mais de 90 mil documentos perdidos - em anos anteriores, quando não havia isolamento social, a média era superior a 170 mil. No Rio Grande do Sul, cerca de 9 mil documentos foram recebidos nas agências no ano passado, sendo que a média nos anos anteriores era em torno de 14 mil.

Os documentos encontrados podem ser entregues em qualquer unidade dos Correios ou em caixas de coleta de correspondências. Uma vez recebidos, eles são acondicionados em envelopes e guardados, ficando disponíveis para retirada durante o prazo de 60 dias corridos. Após o término do prazo, os documentos são devolvidos aos órgãos emissores. No site dos Correios (www.correios.com.br), é possível verificar se o documento perdido foi encontrado e em qual agência está disponível para retirada.

Para recuperar o documento perdido, o cidadão deve apresentar outro que comprove sua titularidade e pagar a tarifa de R$ 5,95. Pertences sob a guarda dos Correios só poderão ser entregues aos proprietários ou seus representantes legais, devidamente reconhecidos. Caso seja constatado que o documento perdido esteja em uma cidade diferente da qual o proprietário se encontra, é possível fazer uma solicitação para que ele seja enviado à agência mais próxima.