Abertura da safra e comercialização da uva acontece na próxima semana

O período que marca anualmente a Festa Di Bacco, neste ano não vai contar com atrações artístico culturais e a comercialização vai seguir os protocolos determinados pelo Ministério da Saúde




A abertura da safra da uva em Erechim acontece na próxima semana, quando os produtores vão iniciar também, a comercialização do produto. O período que marca anualmente a Festa Di Bacco, neste ano não vai contar com atrações artístico culturais e a comercialização vai seguir os protocolos determinados pelo Ministério da Saúde, devido a pandemia do coronavírus. A promoção é realizada pela Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Segurança Alimentar, Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, juntamente com a Emater, Comissão da Uva, Sutraf-AU, grupos italianos Avanti, Gillé, Stella Alpina e produtores.

A solenidade que marca o início da safra da uva terá público restrito e vai acontecer na quarta-feira (13), às 15 horas, na propriedade do agricultor Luciano Bozz, na saída para Barão de Cotegipe. Já a comercialização será feita em cinco domingos respeitando as medidas sanitárias de combate a Covid-19. A vendas de uva, vinho e produtos de agroindústrias será feita no Pavilhão Multiuso, que fica ao lado da Feira do Produtor e do Mercado Popular, no Centro da cidade, próximo ao Terminal Rodoviário Urbano. A expectativa é que 20 produtores rurais e agroindústrias comercializem seus produtos. A organização não estimou a quantia de uva que deve ser vendida.

“Faremos o ato simbólico do início da colheita e a comercialização da uva e derivados durante cinco finais de semana, o que vai estimular nossos produtores”, explica o secretário de Agricultura, Abastecimento e Segurança Alimentar, William Racoski. Já para o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Neidmar Alves, é importante manter essa tradição. “Infelizmente não poderemos realizar as tradicionais atrações artístico culturais, mas devemos manter viva essa tradição da cultura italiana da região”, destaca.

O vice-prefeito Flávio Tirello, participou de uma reunião realizada na terça-feira (5), definindo detalhes da comercialização. “Conseguimos através do ato simbólico do início da colheita e da comercialização, respeitando os protocolos de saúde, manter viva a marca da Festa Di Bacco. Com certeza, no ano que vem, poderemos fazer um grande evento, como os produtores e a nossa comunidade merecem”, finaliza.

Programação:

- 13/01 – Abertura oficial – 15h

- 17/01 – Comercialização - 14h às 18h

- 24/01 – Comercialização - 14h às 18h

- 31/01 – Comercialização - 14h às 18h

- 07/02 – Comercialização - 14h às 18h

- 14/02 – Comercialização - 14h às 18h